iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/08 - 22:35

Em jogo morno, Atlético-MG e Goiás empatam no Mineirão

O sérvio Petkovic abriu o placar para o time da casa, mas Paulo Baier empatou para os visitantes

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Atlético-MG e Goiás empataram na noite desta quinta-feira, em Belo Horizonte, pelo placar de 1 a 1. Apesar dos gols, a partida teve pouquíssimas emoções, especialmente no segundo tempo, e foi marcada também pelo baixo nível técnico. Os alvinegros agora ocupam a 14ª colocação, com 25 pontos, dois a menos que os esmeraldinos, que estão no 12º lugar.

Com o meia Yuri escalado no lugar do volante Serginho, o Atlético-MG teve dificuldades para se encontrar em campo. Mais organizado, o Goiás tinha mais presença ofensiva, rondando a área adversária. Pior para a defesa alvinegra, que se mostrava particularmente insegura nesta partida.

Mesmo assim, foi o Galo quem chegou ao primeiro gol, logo em seu segundo ataque. Jael tentou o giro para cima do zagueiro Ernando, mas foi derrubado dentro da área. Petkovic bateu firme, à meia altura, no canto oposto ao que estava o goleiro Harlei, quando o relógio marcava 19 minutos.

O Goiás assimilou bem o golpe e continuou a atacar, demonstrando tranqüilidade. Aos 22 minutos, Vitor fez boa jogada no meio do campo pela direita. Dali, ele conseguiu lançar Paulo Baier, que apareceu livre dentro da área e precisou de apenas um toque para empatar a partida.

O gol deu mais ânimo para a equipe visitante, que partiu para o ataque em busca da virada. Após bola alçada na área, Mariano pôs a mão na bola, mas o árbitro não viu. Na seqüência da rodada, porém, Édson derrubou Romerito, e este pênalti sim foi marcado. Iarley fez a paradinha, mas o goleiro, em vez de cair, deu alguns passos para a frente. Édson conseguiu desviar a bola, que ainda tocou a trave, evitando o gol esmeraldino, aos 25 minutos.

Os últimos 20 minutos da primeira etapa seguiram com muito equilíbrio e pouca emoção. A única finalização relativamente perigosa foi um desvio de cabeça de Leandro Almeida após uma cobrança de falta, bem defendido por Harlei.

No segundo tempo, nenhuma das equipes foi incisiva na busca pelo gol. Houve pouquíssimas finalizações de destaque. A melhor do Goiás foi de Júlio César, batendo cruzado para fora, após um contra-ataque. Para o Atlético-MG, Jael conseguiu levar perigo duas vezes em cobranças de faltas.

Em suma, a etapa complementar foi absolutamente tediosa, de rara monotonia. Nas arquibancadas, os poucos torcedores presentes ao estádio acabaram contagiados pelo sonolento ritmo do jogo, em vez de animar os jogadores.

Na próxima rodada, o Atlético-MG volta a jogar no Mineirão. O adversário será um outro Atlético, o Paranaense. O Goiás continua na estrada em Minas Gerais, já que seu próximo desafio é diante do Ipatinga, fora de casa. Os dois jogos são no domingo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 1 GOIÁS  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de agosto de 2008, quinta-feira
Horário: 20h30
Árbitro: Djalma José Beltrami (Fifa – RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa – RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)
Cartões amarelos: Ernando e Romerito (Goiás); Rafael Miranda e Jael (Atlético-MG)

Gols: ATLÉTICO-MG: Petkovic, aos 19 minutos do primeiro tempo.
GOIÁS: Paulo Baier, aos 22 minutos do primeiro tempo.

ATLÉTICO-MG: Édson; Mariano, Marcos, Leandro Almeida e Renan (Denílson); Rafael Miranda, Márcio Araújo, Yuri (Tchô) e Petkovic (Gedeon); Marques e Jael.
Técnico: Marcelo Oliveira

GOIÁS: Harlei; Ernando, Henrique e Paulo Henrique (João Paulo); Vitor, Fahel (Fábio Bahia), Fernando (Frédson), Paulo Baier e Júlio César; Romerito e Iarley.
Técnico: Hélio dos Anjos


Leia mais sobre: Goiás Atlético-MG

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Tudo igual
Atlético-MG e Goiás empataram em 1 a 1 uma partida marcada pelo baixo nível técnico

Topo