iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/08 - 20:56

Goiás é absolvido pelo STJD e mantém mando no Serra Dourada
Objetos atirados nos jogadores após o fim da partida com o Grêmio quase complicaram a situação do time no nacional

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - Em ato que já está virando rotina, o Goiás voltou a julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quarta-feira, por conta de um sinalizador jogado em campo pela torcida esmeraldina na vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo e, novamente, acabou absolvido. Assim, a equipe continuará atuando normalmente no Estádio Serra Dourada.

O clube foi julgado com base no artigos 213 (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto, com multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil como pena) e 233 (deixar de cumprir obrigação legal por fato ligado ao desporto, com pena entre R$ 1 mil e R$ 10 mil), mas acabou absolvido.

“A Terceira Comissão fez justiça. Todas as provas já estavam nos autos e fomos absolvidos”, comemorou João Bosco, adversário do time, que, aliás, tem trabalhado bastante: o Esmeraldino é presença constante no banco dos réus do STJD.

Além das vezes que foi a julgamento por conta de cartões vermelhos recebidos neste Brasileirão (cinco vezes – duas com Júlio César, além de Pituca, Paulo Henrique e Ernando), o clube teve de se virar para defender o técnico Hélio dos Anjos e o médico Mauro Pereira Machado, por ofensas durante as partidas.

Além disso, objetos atirados nos jogadores após o fim da partida com o Grêmio quase complicaram a situação do time no nacional – a perda de mandos de campo chegou a ser emitida, mas o clube entrou com pedido de recurso e acabou absolvido, assim como em todos os outros casos citados.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo