iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/08 - 23:09

Cruzeirenses não aceitam marcação do árbitro
Aos 33 minutos do segundo tempo, ele marcou um pênalti bastante duvidoso de Thiago Heleno em Wellington Paulista

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A principal justificativa dos jogadores do Cruzeiro para a derrota de 1 a 0 para o Botafogo no Engenhão tem nome e sobrenome. O árbitro Giuliano Bozzano, do Distrito Federal, foi, segundo os cruzeirenses, o culpado pelo revés.

Aos 33 minutos do segundo tempo, ele marcou um pênalti bastante duvidoso de Thiago Heleno em Wellington Paulista, lance que decidiu a partida.

Suposto autor do pênalti, Thiago Heleno deixou o gramado do Engenhão bastante nervoso, e mal conseguia concatenar suas idéias. “Tem que pensar muito nisto aí. O juizão está de sacanagem!”, desabafou, inconsolável, antes de afirmar que Wellingon Paulista se jogou.

Também revoltado, o goleiro Fábio foi irônico ao resumir a partida. “Infelizmente, a gente entra no jogo para buscar um bom resultado e tem que jogar não só contra os jogadores, mas também contra o árbitro”, disse.

O zagueiro Thiago Martinelli ainda achou tempo para elogiar o desempenho defensivo da equipe com três zagueiros, fora do habitual 4-4-2, mas o principal assunto da noite era mesmo a arbitragem.

“A equipe estava bem ali atrás e não podia levar gol do jeito que foi. O Wellington (Paulista) já vinha se jogando, a bola nem chegou nele e o Thiago Heleno só parou atrás. Eu fiquei revoltado mesmo, mas a gente não pode fazer nada, porque a gente acaba sendo prejudicado”, lamentou o zagueiro.

No último sábado, após a partida contra o Vitória, a diretoria já tinha registrado um protesto junto à CBF, acreditando que o Cruzeiro vinha sendo prejudicado pelos árbitros. Contra o Botafogo, além do pênalti, o time recebeu seis cartões amarelos, um vermelho – para Camilo – e teve o técnico Adilson Batista expulso.

Em meio às reclamações, o volante Marquinhos Paraná mostrou cabeça fria e buscou minimizar a polêmica. “Eu não gosto de criticar ninguém, vocês que estão de fora que devem avaliar e ver o que ele errou. Não adianta agora a gente lamentar o que a gente perdeu”, argumentou, tentando pensar no futuro.

Vale lembrar que, no jogo do turno entre Cruzeiro e Botafogo, disputado no Mineirão, o Cruzeiro venceu por 1 a 0 graças a um pênalti duvidoso de Leandro Guerreiro em Wagner.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo