iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/08 - 14:48

Pivô pouco abastecido, Washington reclama dos meias
Após receberem a bronca pública, caberá a Tartá e ao argentino Darío Conca "tranqüilizar" o pivô

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Washington quer ser mais bem aproveitado no Fluminense. Não que o atacante tema a reserva, uma vez que é titular quase que absoluto da equipe.

A reclamação do centroavante é em relação à pouca utilização que a equipe carioca vem fazendo de uma função que o camisa nove pode desempenhar muito bem e ser um diferencial em campo: pivô.

“Quando os jogadores vêm de trás, fico apenas com um marcador. Como seu grande, quase sempre consigo virar para cima do zagueiro”, iniciou Washington, que já marcou oito gols neste Campeonato Brasileiro. “Assim, consigo fazer esse papel de garçom também, dando bons passes para os companheiros”, explicou.

O centroavante, no entanto, não vem conseguindo exercer esse papel no time titular do Flu, e aproveitou para dar um ‘puxão de orelha’ nos armadores da equipe. “Sou muito pouco usado nessa função de pivô aqui no Fluminense. Já falei várias vezes para os meias jogarem mais a bola em mim”, reclamou.

Após receberem a bronca pública, caberá a Tartá e ao argentino Darío Conca ‘tranqüilizar’ o pivô e garçom Washington. O centroavante, aliás, deverá formar dupla de ataque titular com Dodô na partida desta quarta-feira contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação/Photocamera

Cadê a bola?
Washington reclama dos meias do Fluminense, que tocam pouca a bola

Topo