iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/08 - 14:32

Palmeirenses constatam: time fica mais rápido sem Valdívia

"Quem está jogando tem o objetivo de chegar com mais velocidade, surpreender no passe rápido", disse Diego Souza

Gazeta Esportiva

A torcida do Palmeiras demorará para esquecer Valdívia, mas no elenco o chileno já é passado. Os jogadores vêem até algumas vantagens sem o camisa 10.

E a primeira já pôde ser comprovada no domingo, na vitória contra o Coritiba: a troca de passes é mais veloz.

“O time está mais rápido. O Valdívia pede bastante a bola, é um jogador muito habilidoso. Como geralmente recebe a falta, amarra um pouco o jogo”, admitiu Evandro, contratado para o lugar do Mago e que tem como característica exatamente o toque de bola rápido e lançamentos longos.

Apesar da alteração na maneira de chegar ao ataque, o Verdão promete não alterar as principais características que deixam o time em terceiro lugar no Brasileiro. Para Diego Souza, as novidades estarão apenas em alguns jogadores no setor ofensivo, como ele mesmo.

“O estilo não vai mudar, estamos mantendo o padrão. Muda a característica de alguns na sua função. Quem está jogando tem o objetivo de chegar com mais velocidade, surpreender no passe rápido. Tentamos suprir a ausência do Valdívia com mais objetividade, soltando a bola mais rápido, fazendo ‘um-dois’ e finalizando mais”, analisou o camisa 7.

O futebol mais rápido é visto pelos jogadores como fundamental para melhorar o aproveitamento fora de casa. No entanto, ninguém se atreve a dizer que a tarefa de triunfar como visitante fica menos complicada sem Valdívia.

“Não fica mais fácil porque o Valdívia é diferenciado, tem muita qualidade. Como ele é muito talentoso, tinha bastante vantagem no confronto de um contra um e isso ajudava. Já que ele não faz mais parte do grupo, a gente sabe que tem mais espaço no contra-ataque jogando fora de casa e pode ter vantagem na saída de bola mais rápida na ligação direta com o ataque”, comentou Diego Souza.

Mais específico que o companheiro, Evandro vê defeitos e trunfos no time sem o craque do Paulistão 2008. “Como ele sofria muitas faltas, gerava muitos cartões e também podem surgir mais gols. Na saída dele, nosso time fica mais rápido e pode surpreender nos contra-ataques”, sintetizou o meia.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo