iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/08 - 18:17

Muricy dá força a Dunga, mas sabe que pressão aumentará

"Temos de dar força ao Dunga porque o objetivo principal é classificação para a Copa", disse

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A eliminação da seleção brasileira de futebol nas Olimpíadas de Pequim repercutiu nos clubes nacionais na tarde desta terça-feira. Depois de ver a Argentina superar a equipe canarinho por 3 a 0, o técnico são-paulino Muricy Ramalho preferiu dar apoio ao comandante da seleção, Dunga.

“É difícil um técnico dar opinião sobre a seleção, ainda mais quando perde. Temos um técnico lá e, se sabemos o que é perder um jogo de Brasileirão, imagina um da seleção. Temos de dar força ao Dunga porque o objetivo principal é classificação para a Copa. Só temos a lamentar porque é uma medalha que não temos, mas isso dará bagagem ao Dunga e ele vai crescer”, comentou.

Apesar de dar apoio a Dunga, Muricy sabe que a pressão sobre o treinador da seleção aumentará. Antes mesmo das Olimpíadas, o comandante são-paulino já havia avisado que o ideal seria Dunga não acumular as funções à frente das seleções principal e olímpica.

“Todos nós prevíamos antes da competição (o aumento da pressão) e demos opinião de que ele deveria ficar mais com a principal e colocar alguém para dirigir a olímpica. Mas ele quis esse desafio para ter experiência e sabe que a pressão vai existir”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo