iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/08 - 22:33

Fora de casa, Brasiliense vence MAC, mas segue na degola

Apesar da vitória, Brasiliense segue na vice-lanterna da tabela, à frente apenas do CRB; MAC ronda a zona de degola

Gazeta Esportiva

MARÍLIA - Na luta contra o rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Brasiliense visitou o Marília nesta terça-feira no interior paulista e conseguiu uma importante vitória para se manter vivo na Série B. Com a vitória por 2 a 0, o Jacaré somou três pontos, totalizando 16 na competição.

Apesar disso, o time segue na vice-lanterna da tabela, à frente apenas do CRB, que tem 12 pontos. Já o Marília está na 14ª posição, com 23 pontos, perigosamente próximo da zona da degola.

Mesmo jogando fora de casa, o Brasiliense não se intimidou e partiu logo para o ataque, que surtiu efeito com apenas quatro minutos de jogo, num lance de competência e sorte. Coquinho chutou bem de fora da área, a bola acertou a trave e no rebote bateu nas costas do goleiro Giovanni, voltando para o gol.

O Jacaré seguiu pressionando o anfitrião e voltou a marcar aos nove minutos, com Iranildo. O zagueiro Leandro Amaro se atrapalhou na defesa e perdeu a bola para o atacante do Brasiliense, que driblou Amaro e foi derrubado. Pênalti, que o experiente meia cobrou com competência para ampliar a vantagem do Brasiliense.

Aos 19 minutos, um lance curioso aconteceu no Bento de Abreu. Bruno Ribeiro recebeu a bola, invadiu a área e tocou por baixo do goleiro, fazendo o que parecia ter sido o gol do time da casa, mas quando o jogador não comemorou, todos perceberam que a bola havia apenas passado pelo lado do gol de Guto.

O MAC seguiu buscando diminuir o placar, mas as melhores chances eram criadas em bolas paradas, sem eficiência na conclusão. O Brasiliense segurou o 2 a 0 pelo restante da primeira etapa, levando para os vestiários uma importante vantagem para fugir da zona do rebaixamento.

De volta à segunda etapa, o Marília partiu para cima do Jacaré, determinado a conseguir o empate. No entanto, o time tinha dificuldades para criar oportunidades de gol, de forma que a primeira boa chance só apareceu aos 17 minutos, em cruzamento da esquerda, que Marcinho concluiu no travessão, quase fazendo o primeiro dos paulistas.

Apático no jogo, o time da casa não conseguia trabalhar a bola com qualidade, o que impedia a equipe comandada por Jorge Rauli de efetuar boas jogadas ofensivas. O jogo seguia sem grandes oportunidades, com o Brasiliense administrando a vantagem e aproveitando os contra-ataques. Aos 37 minutos, Adrianinho cobrou falta e Caíque chegou antes do goleiro para desviar a bola para o travessão. Os visitantes quase fizeram mais um.

O Marília seguiu desmotivado na partida e apenas esperou o apito final do árbitro para encerrar a apresentação sofrível que o time paulista teve na noite desta terça-feira. O Brasiliense também não fez grande partida, mas aproveitou as chances que teve e conseguiu um bom resultado na Segundona.

Na próxima rodada, o Marília faz duelo paulista com o Barueri, na casa do adversário, em Barueri, enquanto o Brasiliense segue no estado de São Paulo, enfrentando o Santo André, no estádio Bruno José Daniel, ABC paulista.

FICHA TÉCNICA
MARÍLIA 0 X 2 BRASILIENSE

Local: Estádio Bento de Abreu, em Marília (SP)
Data: 19 de agosto de 2008, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Edvaldo Elias da Silva (PR)
Assistentes: Gilson Bento Coutinho e Marcos Rogério da Silva (ambos do PR)
Cartões amarelos: Marcinho (Marília); Bidu, Marcinho, Iranildo (Brasiliense)
Gols: Coquinho, aos três e Iranildo (pênalti), aos nove minutos do primeiro tempo

MARÍLIA: Giovanni; Rafael Fefo (Marcinho), Fernando e Leandro Amaro (Altair); Chiquinho, João Marcos, João Vítor, Ricardinho (Tiago Rodrigues) e Bruno Ribeiro; Robert e Betinho.
Técnica: Jorge Rauli

BRASILIENSE: Guto; Paulo Ricardo, Junior Baiano, Ailson e Edu Silva; Juninho, Coquinho, Bidú e Marcinho (Adrianinho); Iranildo (Kayke) e Thiago Félix (Alex Dias).
Técnico: Reinaldo Gueldini


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo