iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/08 - 14:27

Além de gravíssima, lesão de Maikon Leite é rara
De acordo com o médico Jorge Merouço, o jogador corre o risco de encerrar sua carreira caso não seja feita uma cirurgia precisa

Gazeta Esportiva

SANTOS - A lesão no joelho do atacante Maikon Leite, que o afastará dos gramados pelos próximos oito meses, foi diagnosticada como gravíssima pelo departamento médico do Santos e considerada uma raridade no futebol mundial. O jogador deixou o gramado da Vila Belmiro ainda no primeiro tempo do empate contra o Flamengo por 2 a 2 após se chocar com o goleiro Bruno.

“A lesão do Maikon além de gravíssima, é rara. Ele rompeu os ligamentos cruzados anterior e posterior, colateral medial, além de ter lesionado o ligamento patelar e deslocado a rótula. A cirurgia do jogador deve ser marcada para esta quarta-feira em São Paulo, e o prazo de recuperação pode variar entre seis e oito meses”, comunicou o médico do clube, Carlos Braga.

De acordo com o médico Jorge Merouço, o jogador corre o risco de encerrar sua carreira caso não seja feita uma cirurgia precisa, uma vez que raramente um atleta rompe todos os ligamentos do joelho. Por isso, a operação será comandada por Joaquim Grava, especialista no assunto e que já trabalhou no Santos.

Contratado no último dia 26 de junho junto ao Santo André, Maikon Leite vinha sendo um dos únicos destaques do time alvinegro nessa fase ruim em que o Peixe se encontra no Brasileirão. O jovem atacante, inclusive, ganhou a vaga de titular do paraguaio Nelson Cuevas ainda quando Cuca era o treinador da equipe. Contra o Ipatinga, nesta quarta-feira, no Ipatingão, Lima, que substituiu Leite após a contusão, deve seguir como titular do ataque santista. No entanto, Cuevas também está na briga pela vaga.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo