iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/08 - 18:00

Goiás vence e devolve o Náutico para a zona da degola

Timbu, com a vitória do Vasco em cima do Inter, agora amarga a zona do rebaixamento do Brasileirão

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - Com as duas equipes lutando para se afastar da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o Goiás recebeu o Náutico no estádio Serra Dourada neste domingo e venceu por 3 a 0. Com o resultado, o Esmeraldino subiu na tabela e foi a 23 pontos, enquanto o Timbu, com a vitória do Vasco em cima do Internacional, agora amarga a zona do rebaixamento e permanece com os mesmos 21 pontos de antes e começar a rodada.

O Goiás vinha de uma derrota para o São Paulo por 2 a 1 no Morumbi. No entanto, a equipe esmeraldina está em ascensão no Brasileirão. Nas últimas rodadas o Alviverde conseguiu bons resultados e deixou a zona do rebaixamento.

Na mesma situação, o Náutico trocou o comando técnico e contratou alguns reforços para deixar a zona da degola. Com a vitória em cima do Santos por 1 a 0 na última rodada, o Timbu venceu um adversário direto na disputa para não cair.

A partida começou com os dois times sem poder ofensivo para vazar a defesa adversária. Contudo, o time da casa conseguiu fazer mais pressão no Náutico e levou algum perigo.

Aos 24 minutos o Goiás abriu o placar. Após boa defesa do goleiro Eduardo, Iarley, no rebote, furou a bola e o veterano Paulo Baier apareceu sozinho na pequena área e marcou para os goianos. Este é o terceiro gol do meia no Campeonato Brasileiro.

Mesmo depois de abrir o placar, o Esmeraldino continuou atacando o Náutico, que, sem poder de reação, apenas se defendia. Aos 31 minutos, Iarley fez boa jogada individual e mandou a bola na trave de Fernando.

No minuto seguinte, Fernando aproveitou cruzamento da direita e, dentro da área, chutou, como Iarley, no travessão do Náutico. Depois do sufoco, os pernambucanos conseguiram equilibrar um pouco a partida e o jogo ficou no meio-campo, com as duas equipes trocando passes até acabar primeiro tempo.

Para a segunda etapa, o técnico do Náutico, Roberto Fernandes, realizou duas alterações para deixar a equipe mais ofensiva. Contudo, as substituições não fizeram efeito e foi o Goiás quem comandou os ataques.

Aos 15 minutos Júlio César cobrou falta na área. Paulo Henrique subiu mais alto que a defesa adversária e desviou de cabeça para o Goiás marcar o segundo gol na partida.

Sem mostrar nenhuma resistência ao ataque goiano, o Náutico tomou o terceiro gol 11 minutos depois. Vítor, em bela jogada individual, chutou no canto direito de Eduardo. Após o terceiro gol, o Goiás tirou o pé do acelerador e o jogo se resumiu a troca de passes dos dois times no meio de campo. O segundo tempo, e a partida, acabaram assim e o Esmeraldino bateu o Timbu por 3 a 0.

Na próxima rodada, o Náutico joga em casa nesta quarta-feira contra o Fluminense, no Estádio dos Aflitos, às 22 horas. O Goiás enfrenta o Atlético-MG às 20h30 da quinta-feira, no Mineirão, em uma partida de seis pontos, já que as duas equipes estão em posição intermediária na tabela do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA (veja como foi lance a lance)
GOIÁS 3 X 0 NÁUTICO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 17 de agosto de 2008 (domingo)
Horário: 16 horas (Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (FIFA-PR)
Assistentes: Altemir Hausmann (FIFA-RS) e Roberto Braatz (FIFA-PR)
Cartões amarelos: Ramalho (Goiás) Ticão (Náutico)
Gols: GOIÁS: Paulo Baier, aos 15 minutos do primeiro tempo, Paulo Henrique aos 26 minutos do segundo tempo e Vítor aos 26 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Harlei; Paulo Henrique, Ernando, Henrique Vítor; Fábio Bahia, Ramalho (Fahel), Fernando, Paulo Baier (Anderson Gomes) e Júlio César; Romerito (Adriano Gabiru) e Iarley
Técnico: Hélio dos Anjos

NÁUTICO: Eduardo; Maurinho, Negretti, Everaldo (Itaqui) e Piauí (Fabiano Gadelha); Ruy, Ticão, Alceu, e Paulo Santos; Wliiam (Kuki) e Felipe
Técnico: Roberto Fernandes

Outros resultados:


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

Maestro verde
O experiente Paulo Baier foi, mais uma vez, o grande nome da vitória do Goiás no Serra Dourada

Topo