iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/08 - 18:09, atualizada às 22:38 16/08

Corinthians reencontra vitória e fecha turno com mais “gordura”

Com o “título” simbólico do primeiro turno já assegurado, Timão sofreu para abrir placar contra América-RN

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O Corinthians entrou no Pacaembu neste sábado para encarar o América-RN e encerrar sua participação no primeiro turno da Série B com o “título” simbólico já assegurado, graças ao empate do Avaí contra o São Caetano, na noite anterior. O objetivo, então, era reencontrar a vitória, esquecida nas duas últimas rodadas, e aumentar a “gordura” em relação aos catarinenses, até então apenas um ponto atrás do Alvinegro (36 a 35).

Depois de muito sofrer e de beirar o desespero com as defesas do inspirado goleiro Fabiano, o meia Douglas acabou se transformando no nome do jogo. Foi do camisa dez o primeiro gol, aos 13 minutos do segundo tempo, e toda a jogada do segundo, marcado pelo zagueiro Anderson Bill, contra: 2 a 0.

A vitória levou o Alvinegro do Parque São Jorge aos 39 pontos, quatro à frente do Avaí. A diferença é suficiente para garantir a liderança da competição por mais uma rodada, independentemente da combinação de resultados que ocorra na abertura do returno, a partir da próxima sexta-feira.

O Timão voltaria a campo na terça para disputar um amistoso contra o Operário-MS, mas a partida foi cancelada. Com isso, a equipe de Mano Menezes terá seu próximo compromisso apenas no sábado, às 16h10, diante do CRB, em Alagoas. Já o América-RN abrirá sua participação no returno da Série B no Machadão, também no sábado, às 20h30, diante do Criciúma.

O jogo
Depois de estudar o adversário nos primeiros dez minutos do embate, o Corinthians passou a dominar completamente a partida e a perder gols em profusão. William, de cabeça, e Douglas, com um bom chute de pé direito, testaram a recuperação do goleiro Fabiano, dúvida até momentos antes de a bola começar a rolar.

Preocupado com o visível domínio corintiano, o técnico Ruy Scarpino mudou o esquema tático da equipe logo aos 17 minutos, sacando o atacante Marcelo Nicássio para a entrada do volante Saulo, mas pouca coisa mudou.

O Corinthians seguiu melhor no jogo e martelando em busca do primeiro gol. André Santos, em cobrança de falta, Lulinha, em uma bonita virada, e Dentinho, em jogada individual, fuzilaram o gol americano, mas pararam na tarde inspirada do goleiro Fabiano, responsável pelo placar sem gols nos primeiros 45 minutos.

Apesar de ter atuado melhor do que o adversário e não ser incomodado em toda a etapa inicial, o Corinthians deixou o gramado vaiado pela torcida. Os principais alvos foram o zagueiro Fábio Ferreira e o meia Lulinha, este em especial, depois de receber um lançamento (mal feito) e, ao invés de lutar pela jogada, parar de correr atrás da bola.

Água mole em pedra dura... 
O Corinthians voltou para o segundo tempo sem alterações, mas com a mesma pressão exercida no início do jogo. Antes dos dez minutos, Herrera, em chute forte de fora da área, mais uma vez parou em Douglas. Na seqüência, Dentinho pegou rebote da zaga e, de meia-bicicleta, quase marcou um golaço, mas mandou por cima do travessão.

Quem não ficou no “quase” foi o camisa dez Douglas. Aos 13 minutos, o canhoto recebeu no meio, aproveitou bobeada de Saulo, olhou a posição do goleiro Fabiano e, finalmente, conseguiu vazar o camisa um potiguar: 1 a 0, para alívio da Fiel Torcida.

Em vantagem no placar, o Alvinegro continuou pressionando, mas sem a mesma pressa e, em alguns momentos, com muitas “firulas”. André Santos tentou fazer graça dentro da área e levou uma tremenda bronca do Mano Menezes, no mesmo momento em que Diogo Rincón substituía o argentino Herrera.

No minuto seguinte, Douglas fez linda jogada individual e tirou do goleiro para marcar o segundo gol, mas Anderson Bill se antecipou e deu início a um lance curioso. O zagueiro conseguiu cortar em cima da linha, mas mandou a bola na trave e, no rebote, acabou mandando para dentro das próprias redes: gol contra e vitória garantida para o “campeão” do primeiro turno: 2 a 0.

FICHA TÉCNICA: (veja como foi lance a lance)
CORINTHIANS 2 X 0 AMÉRICA-RN

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 16 de agosto de 2008 (sábado)
Horário: 16h10 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortes (RJ)
Assistentes: Marcelo Fonseca Duarte (RJ) e Renato Miguel Vieira (DF)
Renda: R$ 350.953,00
Público: 18.949 pagantes
Cartões amarelos: Herrera, André Santos (Corinthians), Anderson Bill, Márcio Rozário (América-RN)

GOLS:
CORINTHIANS: Douglas, aos 13 e Anderson Bill (contra), aos 33 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Fábio Ferreira, William e André Santos (Alves); Fabinho, Elias, Lulinha e Douglas; Herrera (Diogo Rincón) e Dentinho (Careca)
Técnico: Mano Menezes

AMÉRICA-RN: Fabiano; Róbson, Anderson Bill e Márcio Rozario; Maizena, Elias, Jefferson (Daniel), Cascata e Aloísio (Marciano); Marcelo Nicácio e Max
Técnico: Ruy Scarpino

Leia também:

 


Leia mais sobre: Corinthians América-RN Série B

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo