iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

15/08 - 22:43

Ramalhão sobe no G-4 e afunda o Paraná

O algoz da vez do time paranaense foi o Santo André, que venceu por 1 a 0, em plena Vila Capanema

Gazeta Esportiva

CURITIBA - O Paraná Clube perdeu a sexta partida seguida e continua afundando na Série B do Campeonato Brasileiro, terminando o primeiro turno na zona de rebaixamento e em crise. O algoz da vez foi o Santo André, que venceu por 1 a 0, em plena Vila Capanema, e garantiu-se no G-4 por mais uma rodada, com 33 pontos ganhos.

Pressionado pelos poucos torcedores que compareceram, o Tricolor tentou mostrar serviço rapidamente. Logo no primeiro ataque, Everton arriscou, a bola desviou na zaga e saiu em escanteio. Aos três minutos, Murilo levantou na área e Gilson apareceu para tocar de cabeça por cima da meta. Aos oito minutos, depois de cobrança de escanteio, Neneca saiu na cabeça de Daniel Marques para salvar.

Além da escalação diferente, o time da casa mostrava outra atitude em campo e dominava a partida. Aos 16 minutos, após cruzamento de Marcelinho, Cristian dominou mal e desperdiçou o chute de frente para o gol. A ansiedade tomava conta dos jogadores paranistas, que desperdiçavam os ataques com passes errados e chutes totalmente sem direção ou força.

O Ramalhão tentava travar o jogo no meio-campo e aguardava para explorar os contra-ataques que, no entanto, não aconteciam. Porém, na primeira chance, aos 29 minutos, Cicinho arriscou o chute e a bola foi para o fundo das redes. Nas arquibancadas, revolta dos torcedores. Alguns, com uniforme completo, simulavam aquecimento, pedindo para jogar. Aos 42 minutos, Éverton cobrou falta, mas acertou a barreira, que afastou.

No segundo tempo, o técnico Paulo Comelli colocou em campo o atacante Leonardo, tentado dar mais força ao setor ofensivo. Aos três minutos, Marcelinho entrou na área e bateu no peito de Neneca, que ficou com a bola. Aos cinco minutos, Leonardo apareceu na frente do goleiro paulista, que saiu do gol e tirou o perigo. Na resposta, aos nove minutos, Pará limpou o lance e bateu por cima das traves.

O Tricolor continuava melhor na partida, mas não conseguia converter as chances em gols. Aos 12 minutos, Marcelinho tentou um lance acrobático na área, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 17 minutos, Marcelinho chegou na lateral da área e levantou para Leonardo, que não alcançou a bola. Aos 24 minutos, Cristian fez a jogada e tocou para Gláucio, que emendou para fora.

O tempo passava e o Paraná continuava ansioso, sem saber aproveitar o domínio da posse de bola. Aos 30 minutos, Leonardo subiu com liberdade na área, mas cabeceou muito mal. Aos 33 minutos, o jovem Everton tentou resolver sozinho, entrou na área e bateu na rede pelo lado de fora. Aos 43 minutos, Tata chegou no ataque e bateu à esquerda do goleiro paransita, que quase não pegou na bola durante do jogo.

Na próxima rodada, o Paraná Clube vai à Florianópolis, onde na próxima sexta-feira enfrentará o Avaí, no Estádio da Ressacada. Já o Santo André estréia no segundo turno da competição já na terça-feira, diante do Bragantino, no estádio Bruno José Daniel, no ABC Paulista.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 0 x 1 SANTO ANDRÉ

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 15 de agosto de 2008, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Sergio da Silva Carvalho (DF)
Assistentes Alecio Aparecido Lezo (MS) e Rilmar Ribeiro Primo (MT)
Cartões amarelos: Williams, Pará, Elton, Marcelinho Carioca, Tata (Santos André)

Gols: PARANÁ: Cicinho, aos 29 minutos do primeiro tempo

PARANÁ: Fabiano Heves; Murilo, Daniel Marques, Luciano e Rogerinho; Agenor, Diego, Cristian (Fábio Luiz) e Everton; Marcelinho (Gláucio) e Gilson (Leonardo).
Técnico: Paulo Comelli

SANTO ANDRÉ: Neneca; Cicinho, Douglas, Marcel e Jailson; Fernando, Williams (Juninho), Pará e Elton (Tata); Márcio Mixirica e Marcelinho Carioca (Fábio).
Técnico: Sérgio Soares


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias