iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/08 - 11:41

Wagner e Guilherme estarão juntos novamente no sábado

Gerson Magrão e Wanderley os substituiram, mas o resultado não foi satisfatório em São Paulo

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Para a próxima rodada, contra o Vitória, os torcedores do Cruzeiro receberam duas boas notícias de uma só vez. O meia Wagner já não sente as mais dores no joelho que o tiraram dos dois últimos jogos e está liberado. Outro que volta ao time é o atacante Guilherme, que não enfrentou a Portuguesa porque estavam suspensos.

Sem os dois, o Cruzeiro foi mal no Canindé, e perdeu criatividade com Gerson Magrão e Wanderley os substituindo. Para o técnico Adilson Batista, a equipe jogou mal como um todo contra a Lusa e não se deve creditar a derrota à ausência de Wagner. “Claro que ele é um jogador importante, vinha jogando bem, mas o (Gerson) Magrão cumpriu bem o seu papel e tentou nos ajudar”, defende o treinador.

O próprio Wagner também sai em defesa do companheiro que vestiu a camisa 10 nas últimas partidas. “Todo jogador tem seu valor no grupo e no time, sua parcela de cooperação. Quando eu fiquei fora, ele (Gerson Magrão), fez uma excelente partida contra o Internacional. Contra o Flamengo, também, ele entrou no decorrer de uma partida muito difícil e se saiu muito bem”, lembra.

Se Wagner parece ter em Gerson Magrão um bom substituto, ainda que não à altura, o mesmo não se pode dizer de Guilherme. Ele é artilheiro isolado do time no Brasileirão, com dez gols. O próximo atacante na lista é Weldon, com apenas dois gols. “O Guilherme é um jogador mais inteligente, mais habilidoso, ocupa um espaço, às vezes, existe dentro do campo para que ele tenha esta bola”, admite Adilson Batista.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo