iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/08 - 18:06

Maior artilheiro do Boca, Palermo admite: “Foi só mais um gol”
“Significa muito chegar a essa quantia de 194 gols, mas estou certo de que esse tento poderia ter saído outro dia", disse

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - O centroavante Martín Palermo se tornou na noite desta quarta-feira o maior artilheiro da história do Boca Juniors. Com o gol marcado ironicamente de pênalti aos 20 minutos da vitória por 3 a 1 sobre o Arsenal de Sarandí pela Recopa Sul-americana, o camisa nove foi cético em seu discurso e sequer ficou emocionado com o 194º tento marcado com a camisa xeneize.

“Foi só mais um gol”, resumiu Palermo, que agora aparece empatado com Fernando Varallo entre os principais artilheiros da história do clube de La Boca. “Significa muito chegar a essa quantia de 194 gols, mas estou certo de que esse tento poderia ter saído outro dia. Não tenho preocupações em bater outro recorde”, emendou o atacante, que com mais um balançar de redes deixa Varallo para trás na contagem.

Palermo, no entanto, não sabe se terá condições físicas de embarcar neste final de semana rumo à Espanha, para a disputa da Copa Gamper, torneio amistoso preparatório para clubes europeus. O jogador sentiu fortes dores na perna e ainda passará por exames para saber se embarcará.

O gol histórico para Palermo saiu justamente em uma cobrança de pênalti – um dos quesitos em que o camisa nove tem um mau aproveitamento, tendo ficado famoso no mundo inteiro após perder três cobranças na mesma partida, pela seleção da Argentina contra a Colômbia na Copa América-1999.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo