iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/08 - 01:15

Luxa admite falta de empenho, mas avisa: “Falar depois é balela”

Para treinador palmeirense equipe tem que apresentar mais empenho em campo e falar menos

Gazeta Esportiva

PEQUIM (China) - Após a derrota por 3 a 1 para o Vasco na estréia na Copa Sul-americana, Wanderley Luxemburgo chegou à mesma conclusão que seus comandados: faltou empenho ao Palmeiras. O técnico, no entanto, repreendeu seus jogadores por terem requisitado “vergonha na cara” ao time na saída de São Januário.

“Aí já é demais. Todo mundo fala muita coisa, mas não adianta falar depois, tem que fazer dentro de campo, teve oportunidade de fazer. Isso é muita balela do futebol”, classificou o treinador, que só ficou feliz por ter aproveitado a oportunidade de dar ritmo a alguns reservas.

“Tudo que aconteceu foi muito legal, a única coisa muito ruim é que não gosto de ver a minha equipe sem empenho. Jogador tem que entrar em campo em qualquer competição jogando duro, com força”, lamentou.

Em meio à reprovação da atuação de sua equipe, Luxemburgo não aceita o pequeno público presente na partida como desculpa. “O ambiente era igual para o Palmeiras e para o Vasco, que correu para ‘cacete’, lutou. Não sou de proteger ninguém. Falei para botarmos ritmo no jogo com a nossa experiência, mas foi o Vasco que conseguiu se empenhar, e no mesmo ambiente que o Palmeiras”, frisou.

A indignação do técnico é compartilhada por Gustavo, um dos prováveis titulares no domingo, quando o Verdão encara o Coritiba pelo Brasileiro com sua força máxima. “Quando você veste a camisa do Palmeiras, uma equipe grande, tem que buscar ser campeão até em dominó. A gente é pago para isso”, ensinou o zagueiro.

Mais tranqüilo, Denílson, de olho na vaga de Valdívia, suspenso para o compromisso no final de semana, enalteceu a decisão de Wanderley Luxemburgo por poupar seus principais jogadores e dar oportunidade a seus reservas.

“A Sul-americana serve para dar ritmo a quem não está jogando. Ainda mais com o que está acontecendo no Brasileiro, onde qualquer falta tem cartão e muitos ficam suspensos. Foi importante essa opção do Wanderley porque com certeza vamos precisar desses jogadores para o Brasileiro”, elogiou.

Luxa na direita? Ao explicar suas opções para escolher os titulares nesta quarta-feira, Luxemburgo justificou com bom humor a razão de Elder Granja, suspenso para o duelo de domingo, ter atuado 90 minutos. “O Fabinho (Capixaba, reserva de Granja) não jogou porque, se toma uma pancada, jogo eu de lateral no domingo”, sorriu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo