iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/08 - 20:22

Após garrafadas, Goiás é absolvido e liberado para atuar em casa
Segundo foi relatado na súmula, com a derrota por 3 a 0 para o líder do Brasileirão, os atletas foram alvo de arremessos de objetos

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - O Goiás escapou de punição ao ser absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quinta-feira, por conta de uma série de objetos atirados nos atletas da equipe após o termino de partida do Esmeraldino contra o Grêmio. Absolvido, o clube poderá continuar mandando os jogos no Serra Dourada normalmente.

Segundo foi relatado na súmula, com a derrota por 3 a 0 para o líder do Brasileirão, os atletas foram alvo de arremessos de objetos, como garrafas plásticas contendo líquidos como forma de protesto. A Polícia Militar agiu rápido e reprimiu os protestantes, o que também foi anotado na súmula e utilizado pela defesa do Goiás.

Assim, o Esmeraldino havia sido punido com multa de R$ 10 mil e perda de dois mandos de campo, mas, com o pedido de efeito suspensivo deferido pelo presidente do STJD, Rubens Approbato, continuou atuando em sua praça desportiva. Nesta quinta-feira, recebeu a decisão definitiva: a absolvição.

Não foi a primeira vez que incidentes no Serra Dourada levaram o Goiás ao STJD. Ainda neste Campeonato Brasileiro, após partida do contra o Flamengo, no qual morteiros luminosos foram atirados das arquibancadas, a equipe foi ao banco dos réus e, novamente, acabou absolvida.

Ainda neste mês, o técnico Hélio dos Anjos também foi julgado e absolvido. O comandante havia sido denunciado por ofensas ao árbitro durante a partida contra o São Paulo. Nesta sexta-feira, novamente o clube vai ao banco dos réus, desta vez representado pelo zagueiro Ernando, expulso no jogo com o Botafogo por ‘ato desleal’. Sua pena pode chegar a três partidas de gancho.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo