iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/08 - 09:52

Valdívia pode trocar Palmeiras por Oriente Médio

O alto valor oferecido para o jogador pode convencer a diretoria a liberar o meia

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Apesar das sondagens do Hertha Berlin-ALE, o meia chileno Valdívia pode acabar trocando o Palmeiras pelo futebol do Oriente Médio. De acordo com o jornal Estado de S. Paulo desta quarta-feira, o Al-Ain, dos Emirados Árabes, fez uma proposta de R$ 20 milhões ao Palmeiras para levar embora o camisa dez do Parque Antártica.

A oferta foi entregue por três empresários, sendo dois brasileiros e um francês, no hotel em que a delegação palmeirense se hospeda no Rio de Janeiro – o time enfrenta o Vasco da Gama nesta quarta-feira pela Copa Sul-americana. O trio foi recebido por Toninho Cecílio, gerente de futebol, e pelo próprio Valdívia, e pode fechar o negócio ainda nesta quarta.

O ‘Mago’ admitiu ter recebido a oferta na terça-feira, mas nega que já tenha qualquer acerto para sair. “A proposta é muito boa. Mas não tem nada fechado. Vamos ver agora o que vão decidir”, explicou o jogador, isentando-se de responsabilidade por uma eventual negociação.

Valdívia teria contrato de quatro anos para defender o Al-Ain, recebendo US$ 1 milhão no ato da transferência. O pagamento imediato pode fazer com que o ídolo palmeirense mude de idéia, já que ele mesmo havia dito que não pretendia se esconder no futebol árabe. “Mas a proposta é muito boa”, repetiu.

A diretoria do Palmeiras, no entanto, também não toca diretamente no assunto sobre a saída de Valdívia. “Só posso dizer que o negócio não será fechado tão rapidamente. É preciso negociar”, garantiu Toninho Cecílio. O Palmeiras detém 100% dos direitos do jogador.

Champanhe 
Os empresários brasileiros foram identificados pelo periódico paulista como sendo os gaúchos João Francisco e Antonio Dalprat. O primeiro explicou que o Hertha ainda não saiu da briga por Valdívia, mas garante que o time dos Emirados Árabes vai entrar com força na briga.

“Acabo de mostrar ao Palmeiras uma oferta de R$ 19,2 milhões do Hertha Berlin. Por ética, preciso esgotar as negociações com os alemães antes de formalizar esta nova oferta (dos Emirados Árabes). O que posso dizer é que se trata de um valor um pouco maior e com uma condição de pagamento melhor”, adiantou João Francisco.

O gaúcho disse ainda que os alemães pagariam o Palmeiras “em várias prestações e ainda ofereceriam uma carta de crédito para outra negociação no futuro. Os árabes oferecem um negócio com menos entraves”. O negócio ainda não é certo, mas funcionários do hotel que hospeda os envolvidos no caso garantem que o trio de empresários “já estouravam champanhe, comemorando o negócio” na terça-feira.

Charge iG Esporte:

Milton Trajano


Leia mais sobre: Valdivia Al-Ain

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Agência Estado

Especulações não acabam
Um dia depois de ter sido dado como quase certo no Hertha, chega outro boato sobre Valdivia

Topo