iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/08 - 22:12

“Expressinho” tricolor não passa de empate com Atlético-PR
Foi a estréia das duas equipes na Copa Sul-americana, torneio que o Tricolor disputa com jovens e reservas

Gazeta Esportiva

CURITIBA - O São Paulo segue sem vencer na Arena da Baixada. Em seu 11º jogo no estádio do Atlético-PR, nesta terça-feira, não passou de um empate sem gols com os donos da casa. Foi a estréia das duas equipes na Copa Sul-americana, competição que o Tricolor disputa com jovens e reservas.

O próximo confronto entre São Paulo e Atlético-PR será na quarta-feira de 27 de agosto, no Morumbi. Quem avançar enfrentará o vencedor do duelo entre Aragua, da Venezuela, e Chivas Guadalajara, do México, que começarão a se enfrentar no mesmo dia do segundo jogo dos brasileiros.

Pelo Campeonato Brasileiro, Atlético-PR e São Paulo jogarão com os maiores opostos da tabela de classificação no final de semana. No sábado, o Furacão estreará o técnico Mário Sérgio contra o lanterna Ipatinga, em casa. Já o Tricolor visitará o primeiro colocado Grêmio no dia seguinte.

O jogo
Liderado pelo veterano Júnior no meio-campo e com a estréia do também experiente Anderson na defesa, o São Paulo apostou na velocidade dos seus garotos para incomodar a defesa do Atlético-PR nos minutos iniciais de partida. Não fez mais do que assustar esporadicamente.

O Atlético-PR conseguiu controlar o ímpeto dos visitantes ao reforçar a marcação no meio-campo, porém não tinha criatividade na saída de jogo. Por determinação do técnico Tico, que comandou o time pela última vez antes de ser substituído por Mário Sérgio, a estratégia era chutar de longa distância.

“O professor pediu para a gente explorar o campo molhado”, confirmou o atacante Anderson Aquino, um dos que tentaram surpreender o goleiro Bosco. Alan Bahia e Chico chegaram mais próximos da meta, mas não o suficiente para abrir o placar. O primeiro tempo terminou sem muitas emoções na Arena da Baixada.

Logo no início da etapa complementar, no entanto, o Atlético-PR quase marcou. Nei cobrou falta na área, e Alex Fraga cabeceou a bola no travessão. O lance animou os torcedores do Furacão, que já haviam começado a se impacientar, influenciados pelo mau momento de sua equipe no Campeonato Brasileiro.

Mas faltava um centroavante ao time da casa (o ex-corintiano Rafael Moura não jogou). Sem uma referência ofensiva, o Atlético-PR logo esbarrou no volume de jogo do São Paulo, que evitava se expor exageradamente no ataque. Não satisfeito, Muricy Ramalho mandou a campo Roni e Éder nos lugares de Eric e Rafael.

No final da partida, o Atlético-PR – com Kelly e Pedro Oldoni em campo, substituindo Anderson Aquino e Márcio Azevedo – se lançou ao ataque, em busca da vitória. Sem muita organização, entretanto, não foram além de perigosas finalizações de longe ou jogadas de bola parada, como anteriormente.

FICHA TÉCNICA (veja como foi lance a lance)
ATLÉTICO-PR 0 X 0 SÃO PAULO

Local:Estádio Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de agosto de 2008 (terça-feira)
Horário: 20h10 (de Brasília)
Árbitro: Alicio Pena Júnior (MG)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (RN) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Cartões amarelos: Alan Bahia, Kelly (Atlético-PR); Eric, Bruno, Júnior (São Paulo)

ATLÉTICO-PR: Galatto; Nei, Alex Fraga, Antônio Carlos e Márcio Azevedo (Pedro Oldoni); Alan Bahia, Rodriguinho, Julio dos Santos e Ferreira; Anderson Aquino (Kelly) e Chico
Técnico: Tico

SÃO PAULO: Bosco; Juninho, Anderson e Aislan; Rafael (Éder), Wellington, Bruno, Júnior e Alex Cazumba; Eric (Roni) e Mazola (Alex)
Técnico: Muricy Ramalho


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Nada de gols
São Paulo, cheio de garotos, suportou a pressão do Furacão e segurou o empate na Arena

Topo