iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/08 - 14:25

Cuca vira a principal cartada da diretoria tricolor

Cuca chega com o respaldo de toda a diretoria do Fluminense e do empresário Celso Barros, presidente da Unimed

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O anúncio da contratação do técnico Cuca na noite de segunda-feira pelo Fluminense foi muito mais do que uma simples mudança no comando técnico da equipe. A chegada do treinador também a principal cartada da diretoria para fazer o time engrenar e deixar as últimas posições do Campeonato Brasileiro.

O Tricolor figura na zona de rebaixamento com 16 pontos conquistados e tem que ter um desempenho muito superior para não correr riscos de retornar para a Série B, que freqüentou na década de 90, quando inclusive chegou a despencar para a Terceira Divisão.

Cuca chega com o respaldo de toda a diretoria do Fluminense e do empresário Celso Barros, presidente da Unimed, patrocinadora do Tricolor. Até o presidente Roberto Horcades, que queria ver seu amigo pessoal Geninho no cargo, acabou convencido de que o ex-técnico de Santos e Botafogo é a melhor opção disponível no mercado. Assim que o acerto foi feito, os dirigentes respiraram aliviados.

”A negociação durou o dia todo e graças a Deus o desfecho foi favorável. Espero que o Cuca chegue ao Fluminense com muita vontade para realizar o belo trabalho que fez no São Paulo, no Goiás e no Botafogo. Precisamos muito dele para sairmos dessa situação”, afirmou Branco, coordenador do departamento de futebol.

O vice-presidente de futebol do Fluminense, Tote Menezes, foi outro que vibrou muito com o acerto com Cuca. Apesar de o treinador ter vindo de um fracassado trabalho no Santos e aparentar desânimo em suas entrevistas, o dirigente garante a motivação do comandante.

“O Cuca está muito feliz em retornar ao futebol do Rio de Janeiro e em especial para dirigir o Fluminense. Ele tem certeza de que pode realizar um belo trabalho e para que isso aconteça vai contar com o respaldo de todos os dirigentes. Tenho certeza de que logo logo vamos subir na tabela”, garantiu Tote.

Os jogadores também não escondem que existe um novo gás com a chegada de Cuca. Um dos mais animados com a mudança na comissão técnica é o lateral-esquerdo Júnior César, que já trabalhou com o novo comandante no Botafogo em 2006. O jogador tem certeza de que a equipe vai reagir rapidamente no Brasileirão.

”Trabalhei com o Cuca no Botafogo e tenho a certeza de que ele vai conseguir realizar um grande trabalho no Fluminense e contará com a confiança de todos os jogadores do plantel. Claro que lamentamos a demissão do Renato Gaúcho, mas estamos confiantes de que com o Cuca a coisa possa melhorar. Em 2006 ele assumiu o Botafogo na zona de rebaixamento e quase fomos para a Copa Libertadores”, recordou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo