iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/08 - 13:04

Conselhos de Marcos tranqüilizam Bruno para sua estréia como profissional

Goleiro titular será poupado e agora o jovem de 24 anos terá sob sua responsabilidade a meta alviverde

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Depois de 11 anos no clube, Bruno finalmente fará a sua estréia na equipe profissional do Palmeiras. Promovido a segundo goleiro com a venda de Diego Cavalieri ao Liverpool, o arqueiro de 24 anos aproveita a ausência de Marcos, poupado pela comissão técnica para tratar de dores no joelho, e será titular nesta quarta-feira diante do Vasco, pela Sul-americana.

Divulgação
Finalmente Bruno será o titular
Na espera pelo apito inicial em São Januário, Bruno, inscrito com a camisa 45, admite que está ansioso para sua primeira aparição sob a meta alviverde. A calma, porém, é garantida pelo que ouviu do camisa 12, ídolo de Bruno, e do auxiliar-técnico Valdir de Morais, ex-goleiro que marcou época no Palestra Itália nos anos 60 e 70.

“Chegou a hora e agora tenho que jogar. A ansiedade aparece sempre, mas o professor Valdir e o Marcão já me falaram que essa ansiedade o goleiro sempre tem em todos os jogos. E tenho que controlar”, comentou o dono do gol do Verdão nesta quarta-feira.

Mesmo quando ainda era o terceiro arqueiro do time, Bruno sempre ressaltou que sua trajetória na base palmeirense lhe dá tranqüilidade para sua estréia. E a amizade com o camisa 1 no pentacampeonato da seleção brasileira também deve ajudá-lo no Rio de Janeiro. “O Marcão já até me falou que dentro do jogo é automático, o goleiro sabe o que fazer para defender”, revelou o camisa 45.

Embora seja cotado pelo ex-preparador de goleiros Carlos Pracidelli como um arqueiro com potencial para igualar o atual titular de Wanderley Luxemburgo, Bruno nunca aceitou ser emprestado para clubes menores, onde teria mais chances. “Experiência eu adquiro treinando com o Marcos e o Sérgio (hoje na Portuguesa)”, justifica constantemente.


Leia mais sobre: Copa Sul-Americana

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo