iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/08 - 08:08

Com dificuldade de achar meia, Juvenal segura elenco cobiçado

Presidente admite contatos, mas acha difícil o São Paulo trazer Willian ou Lincoln

Gazeta Esportiva


SÃO PAULO - O São Paulo ainda não desistiu de reforçar o elenco comandado por Muricy Ramalho e continua em busca de um meia-armador. No entanto, o presidente Juvenal Juvêncio admitiu a dificuldade de contratar e descartou a possibilidade de acertar com Lincoln, do Galatasaray, ou com o ex-corintiano Willian, do Shakthar Donetsk.

“O pai dele (Willian) gostaria do São Paulo, mas é um desejo, e não uma realidade. O Lincoln é a mesma coisa”, desconversou o presidente, lembrando que o custo para repatriar estes jogadores seria muito alto. O mandatário, porém, reconheceu que o caminho mais viável para reforçar o plantel é repatriar jogadores.

“Nós temos repatriado atletas. Fui buscar o Rodrigo na Ucrânia, o André Lima na Alemanha e o Anderson na França. Oxalá possa chegar mais um ou dois. No mercado interno, jogador importante tem contrato longo ou está apalavrado com o futebol europeu. Ou há também jogador com relativo sucesso que não serve para nós. A política adotada é que, se não serve, não trazemos”, afirmou o mandatário.

Questionado sobre a possibilidade de contratar um meia até o fim deste mês de agosto, Juvenal foi pessimista. “Está difícil, porque não tem (meia disponível)”, resumiu. Desta forma, o presidente reiterou seu discurso de que não há propostas por jogadores do elenco são-paulino e afirma que aguarda os retornos de Alex Silva e Hernanes depois das Olimpíadas de Pequim.

Além disso, Juvenal Juvêncio revelou que só aparecem especulações, que se estendem também a atletas pouco badalados do elenco são-paulino, como o volante Zé Luis, que tem a admiração do mandatário.

“Existem muitas especulações e há empresários que ligam, mas só conversamos com o presidente do clube ou com um diretor credenciado. Não fazemos leilão de especulação, todo mundo lá fora sabe disso. Por isso, negociar com o São Paulo é mais difícil. Não tivemos nenhuma proposta objetiva e oficial por nenhum jogador. Interesse há por quase todo elenco, mas descartamos essa possibilidade porque não podemos enfraquecer nosso elenco porque temos esperanças de lutar fortemente neste Nacional”, afirmou, antes de citar o caso de Zé Luis.

“Há um desejo forte por nossos jogadores, e não só por esses que são falados (na imprensa), mas também pelos não falados. O Zé Luis também teve dois interessados, mas eu não vendo. Ele é um excelente jogador”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias