iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/08 - 08:38

Após bar e loja, São Paulo planeja cinema e livraria no Morumbi

Clube quer transformar andar térreo do Morumbi numa espécie de shopping center

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O São Paulo está planejando transformar o anel térreo de arquibancada do Morumbi em uma espécie de shopping. Além de ter instalada uma loja de seu patrocinador no setor e de ter inaugurado um bar temático no local, o clube planeja agora negociar uma parte da arquibancada térrea para uma livraria, uma rede de cinemas e um buffet infantil.

“Estamos abertos para discutir sobre o cinema. Podemos, por exemplo, fazer quatro salas de cinema de 250 lugares e, em dias de jogos, subir as telas para transformar o espaço em grandes camarotes. Fica bacana”, explicou o diretor de marketing do Tricolor, Júlio Casares, detalhando uma idéia revelada minutos antes pelo presidente Juvenal Juvêncio. “O anel térreo, que não é muito do agrado do torcedor em geral, vai se tornar a elite deste estádio”, vislumbra o mandatário.

O projeto da livraria é o que está mais próximo de ser concretizado. Uma grande rede já está à frente de concorrentes para acertar o contrato com o Tricolor, que já até estipulou a parte exata da arquibancada que será ocupada, ao lado da loja de seu patrocinador. O buffet infantil e, principalmente o cinema, ainda levarão mais tempo para serem colocados em prática.

Para revitalizar o anel térreo, o São Paulo transferiu o setor em que ficava a torcida visitante para o lance superior de arquibancadas, atrás de um dos gols. A idéia é evitar saia-justa entre os freqüentadores da nova ala nobre do Morumbi e os torcedores adversários, que até a semana passada ficavam no térreo.

Enquanto tenta transformar uma parte de seu estádio em um shopping, o São Paulo também dá seqüência às adaptações com vistas à Copa do Mundo de 2014. Desde já, Juvenal garantiu que não precisará tirar os jogos do Tricolor do Morumbi em momento algum das reformas, que prevê até a cobertura do gramado.

“Estamos em tratativas longas porque só podemos trazer informações concretas para não cairmos em descrédito. A cobertura é uma opção, e não uma exigência. Além disso, se ela for feita, será viabilizada pelo lado externo do estádio, não será preciso fechar o Morumbi”, garantiu o presidente, que teve o apoio do arquiteto responsável pelas remodelações do estádio, Ruy Ohtake.

“Se tiver de fechar em algum momento, nós faremos em período de férias de jogos, entre dias 15 de dezembro e 15 de janeiro”, exemplificou o arquiteto. A idéia é deixar o estádio pronto para 2013, ano em que deverá ser disputada no Brasil a Copa das Confederações. Para viabilizar todas as reformas a tempo, o Tricolor pode contar com algum investidor.

“O São Paulo está em tratativa permanente. Pode ser algum (investidor) do exterior como também pode ser nacional. Estamos conversando fortemente”, concluiu o presidente.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo