iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/08 - 11:18

Santista, Leandro Guilheiro critica o time do coração
"O futebol mata todos os esportes no Brasil", disparou o judoca, medalha de bronze em Pequim

Fábio Sormani, enviado especial do iG

PEQUIM (China) – Leandro Guilheiro respondeu a todas as perguntas sobre como conseguiu sua segunda medalha olímpica, as dificuldades que encontrou para conquistá-la, os obstáculos que as seguidas contusões impuseram a ele nos últimos anos etc e tal.

Quando todas as questões se esgotaram, ele agradeceu aos repórteres e, conduzido por uma das voluntárias na Universidade de Ciência e Tecnologia de Pequim, onde acontece a competição de judô, caminhou-se para fazer o exame antidoping. Sabedor que ele é nascido em Santos, corri atrás dele e perguntei que time ele torce.

– Santos – respondeu.

Em seguida, pedi para ele falar algo para o time, do alto de sua medalha de bronze olímpica, que encontra-se em um momento difícil no Campeonato Brasileiro, na zona de rebaixamento.

– Posso falar algo crítico?

É óbvio que eu disse sim.

– O Santos deveria investir mais nos esportes olímpicos. O futebol mata todos os esportes no Brasil. Não é fácil não. É isso que o Santos deveria fazer: investir mais nos esportes olímpicos.

Ele já estava quase que para entrar na sala do antidoping quando eu questionei-o novamente sobre a situação do time no Brasileiro. Queria saber se ele ficaria triste em caso de rebaixamento do Santos?

– Ficarei triste pelo meu pai, que é fanático.

E você, perguntei, rápido, antes que ele entrasse na maldita sala, que impedia-me de aprofundar um papo com o medalhista olímpico.

– Eu nunca fui à Vila Belmiro.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Reprodução

Segunda medalha
Guilheiro conseguiu sobreviver na repescagem e alcançou a medalha de bronze na Olimpíada

Topo