iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/08 - 17:11

Herrera pode deixar o Timão; Morais entra na mira

Gimnasia quer R$ 4,8 milhões para liberar o argentino, valor considerado muito alto pelo Corinthians

Gazeta Esportiva


FLORIANÓPOLIS - Acostumado a vibrar com os gols do argentino Herrera, artilheiro do Timão na Série B do Campeonato Brasileiro ao lado de Dentinho, com sete gols cada, a Fiel pode receber uma notícia desagradável em breve e lamentar a saída do jogador do Parque São Jorge.

Segundo o presidente Andrés Sanchez, o Gimnasia, da Argentina, clube detentor de 50% dos direitos federativos do goleador (os outros 50% pertencem a um empresário), está intransigente quanto ao valor pedido para negociar Herrera, o que impossibilita qualquer chance de o negócio ser fechado.

O presidente alvinegro revelou que os argentinos querem R$ 4,8 milhões para liberar Herrera, valor considerado muito alto pelo clube. O contrato do jogador com o Corinthians vai até o dia 31 de dezembro deste ano e, até lá, o argentino espera marcar muitos gols para convencer a direção do Timão a mudar de idéia, pois pretende permanecer no futebol brasileiro e, de preferência, no Parque São Jorge.

Agora é real
Depois de desmentir em seu site oficial o interesse pelo meia Morais, do Vasco, a diretoria corintiana admitiu que tem interesse em trazer o atleta para o Parque São Jorge.

O presidente Andrés Sanchez confirmou, em Santa Catarina, que enviou proposta ao Vasco para contar com o jogador por empréstimo pelo período de um ano. Descartou novamente, no entanto, envolver o jovem Lulinha na troca.

Para o cartola, a chance de Morais jogar no Corinthians seria benéfica para todos, pois o meia não vive bom momento junto à torcida vascaína e poderia se valorizar, facilitando uma possível negociação com o futebol europeu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

E agora, Andrés?
Se quiser continuar contando com os gols de Herrera, Timão vai ter que colocar a mão no bolso

Topo