iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/08 - 21:14

Marcos critica defesa: “Já me acostumei a tomar gols de cabeça”
O arqueiro também ressaltou sua reprovação à falta de bons resultados do time como visitante

Gazeta Esportiva

Assim como em outras derrotas do Palmeiras, o goleiro Marcos deixou o Engenhão neste domingo criticando o desempenho de sua equipe ao ver o Botafogo vencer por 1 a 0. Desta vez, a irritação foi com a jogada do gol carioca: uma cabeçada em que Zé Carlos subiu sem ser incomodado na pequena área.

“Até já me acostumei a tomar gols assim. O jogador vai até a linha de fundo e cruza. Sabíamos que o Jorge Henrique era perigoso nesse cruzamentos e vacilamos na marcação de novo.

Tentei participar da jogada, mas a bola veio no segundo pau. O Zé Carlos estava sozinho e fez o gol”, comentou o ídolo alviverde, que teve nesta rodada Gustavo e Jéci como zagueiros - Gladstone estava suspenso.

O arqueiro também ressaltou sua reprovação à falta de bons resultados do time como visitante. Foram apenas duas vitórias e três empates em dez jogos. “Nosso time só joga bem em casa. No segundo turno, vamos tentar fazer fora de casa o que não fizemos no primeiro. Temos que recuperar os pontos perdidos”, pediu.

O capitão ainda estendeu suas reclamações ao ataque, que pouco deu trabalho ao goleiro Castillo. Neste domingo, foi a terceira vez que o Verdão saiu de campo neste Brasileiro sem balançar as redes – as outras foram contra Coritiba e Sport, ambas derrotas por 2 a 0.

De quebra, o clube ainda perdeu a condição de melhor ataque do campeonato: os 32 gols dos comandados de Wanderley Luxemburgo foram ultrapassados por Grêmio, com 35, e São Paulo, com 33.

“Quase não tivemos presença ofensiva, e o nosso forte é o ataque. É difícil só se defender o jogo todo. Quem sofresse o primeiro gol perderia. Quem vacila não merece ganhar”, protestou Marcos. “E não podemos tirar os méritos do Botafogo, que teve um sistema defensivo muito e fez a gente quase não chegar lá. Se tinha que ter um vencedor, tinha que ser o Botafogo”, continuou.

Responsável por uma das duas grandes oportunidades desperdiçadas no Engenhão, Alex Mineiro, desarmado na hora do chute quando estava fente a frente com o goleiro botafoguense, admitiu o baixo rendimento do seu setor.

“Criamos pouco. Marcamos bem, mas infelizmente tomamos o gol em uma jogada de lateral. Mérito deles”, avaliou o camisa 9 que, mesmo sem marcar nesta rodada, segue na artilharia do Campeonato Brasileiro ao lado do santista Kléber Pereira com 11 gols.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo