iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/08 - 18:02, atualizada às 21:16 10/08

Cruzeiro cai diante da Lusa e tem seqüência de vitórias quebrada
Além de quebrar a série de quatro vitórias do time mineiro, Lusa também se afastou da zona perigosa; veja gols no player ao lado>>

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Precisando da vitória, a Portuguesa não decepcionou a sua torcida e aproveitou o mando de campo para bater o Cruzeiro por 2 a 1 neste domingo, às 16 horas (de Brasília), pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de quebrar a série de quatro vitórias do time mineiro, a Lusa também se afastou da zona do rebaixamento. Assista aos gols da partida no player ao lado>>

Em campo, a Portuguesa abriu o placar logo aos 7 minutos com Jonas e, com a marcação encaixada, dominou boa parte do confronto. O gol de Edno, já na etapa final, serviu para dar mais tranqüilidade ao elenco dirigido por Valdir Espinosa.

Com Charles e Gerson Magrão fazendo atuações apagadas, a partida voltou a ganhar ânimo quando Fabrício marcou de falta. Assim, o Cruzeiro partiu para cima buscando o empate, mas a Lusa, acuada em seu campo de defesa, sobe segurar o resultado, conseguindo respirar na classificação. No Canindé, o time rubro-verde não é ferrotado há cinco jogos.

O jogo
Jogando frente a sua torcida, a portuguesa iniciou a partida com mis volume de jogo: com boa marcação no meio-de-campo, Preto e Edno proviam longos lançamentos para Jonas e Fellype Gabriel, sempre pelas pontas. Com a velocidade dos atacantes, a principal jogada era o cruzamento pela área. E, aos 6 minutos, uma dessas jogadas caso gerou o gol.

Em jogada pela lateral, Jonas recebeu dentro da área e tirou Fábio da jogada, mas, ao finalizar, a zaga cruzeirense postada frente à meta evitou o primeiro. No rebote, Edno pegou forte e novamente a bola foi rebatida. Aos sete minutos, saiu o gol da Lusa, quando Jonas aproveitou rebote de escanteio para fuzilar, abrindo o placar.

Cinco minutos mais tarde, Jonas recebeu novo lançamento, driblou Fábio e marcou, mas o assistente anotou impedimento. Com a boa marcação dos volates Dias e Gavillan sobre Gérson Magrão e Charles, o Cruzeiro era dominado no meio-de-campo, incapaz de levar perigo ao gol de Sérgio.

Aos 29 minutos, os afitriões perderam chance incrível de ampliar o placar, quando Jonas recebeu lançamento pela esquerda, invadiu a área e cruzou para trás encontrando Fellype Gabriel, que, da marca do pênalti, bateu rasteiro e fraco para a defesa de Fábio.

Com o técnico Adílson Baptista impaciente na beira do campo, o Cruzeiro foi, aos poucos, melhorando a marcação. A única chance real de gol saiu aos 38, quando Charles se esticou para aproveitar lançamento dentro da área e quase encobriu Sérgio, acertando o travessão.

Já no segundo tempo e com marcação atrás do meio-de-campo, a Portuguesa se aproveitava dos desordenados ataques cruzeirenses para armar contra-ataques. Assim, logo aos 5 minutos, Jonas quase marcou de cabeça, após cruzamento de Patrício. Pouco depois, Fellype Gabriel bateu da entrada da área e quase encobriu Fábio.

Quando o Cruzeiro começava a ameaçar o gol de Sérgio, Patrício cruzou da direita, Fellype Gabriel desviou de cabeça e, desmarcado, Edno bateu, ampliando o marcador. Apesar de não ter a posse de bola, o time da casa criava as melhores chances e quase fez de novo os 22 minutos, quando Jonas completou de dentro da área, após troca de passes, mas Fábio agarrou.

O gol do cruzeiro saiu aos 29 minutos, quando Fabrício cobrou falta com perfeição no canto direito de Sérgio. A partir daí, o time mineiro partiu para cima, tentando o empate e seguiu pressionando, sempre com cruzamentos das laterais. A lusa aprovetava com contra-ataques cada vez mais perigosos, sempre com velocidade de Edno e Jonas.

Nos acréscimos, o Cruzeiro quase empatou quando Camilo, livre, cabeceou para o gol, mas Bruno Rodrigo evitou, em cima da linha, com os pés. No minuto seguinte, Rômulo, também de cabeça, acertou o poste, mas não foi o suficiente. Mesmo assim, o time mineiro segue vice-líder da competição, atrás do Grêmio.

FICHA TÉCNICA (veja como foi lance a lance)
PORTUGUESA 2 X 1 CRUZEIRO

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 10 de agosto de 2008, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)
Assistente: Antonio Carlos de Oliveira e Fabiano da Silva Ramires (ambos do ES)

Cartões Amarelos: Thiago Heleno, Espinosa (Cruzeiro); Dias, Jonas (Portuguesa)

Gols: PORTUGUESA: Jonas, aos 7 minutos do primeiro tempo; Edno, aos 16 minutos do segundo tempo;
CRUZEIRO: Fabrício, aos 29 minutos o segundo tempo

PORTUGUESA: Sérgio; Patrício, Bruno Rodrigo, Halisson (Maurício) e Bruno Teles; Dias (Carlos Alberto), Gavilán, Preto e Edno; Jonas e fellype gabriel (Washington)
Técnico: Valdir Espinosa

CRUZEIRO: Fábio; Marquinhos Paraná, Thiago Heleno, Espinoza e Jadílson (Jajá); Fabrício, Henrique (Edcarlos), Charles e Gerson Magrão; Wanderley (Camilo) e Rômulo
Técnico: Adilson Batista


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias