iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/08 - 21:14

Apenas um ‘funcionário’, Márcio minimiza decepção santista

'Eu sou funcionário do clube, e sinceramente não me preocupo com as fofocas", disse

Gazeta Esportiva

RECIFE - Mesmo com a saída do técnico Cuca, a situação sofrível do Santos na classificação geral não se alterou. Na estréia do técnico Márcio Fernandes, recém-efetivado, o time da Vila Belmiro foi derrotado por 1 a 0 no duelo direto contra o Náutico, nos Aflitos, neste domingo. Não bastasse o resultado final, a equipe não deu indícios em campo que pudesse reagir, com a apatia dominando os 90 minutos.

Após levar 1 a 0 do Náutico fora de casa, o clube alvinegro permaneceu com 17 pontos e na antepenúltima posição da tabela, à frente de Fluminense e Ipatinga, que têm 16. Foi a terceira derrota seguida do Peixe.

'Sabemos que há jogadores no elenco para tirar o Santos dessa situação. Se fosse o contrário, seria pior. Mas tem que ir com calma, sem partir para cima dos adversários de qualquer forma', avaliou o técnico.

'Hoje o time não apresentou um futebol tão bonito, mas não foi inferior ao Náutico. Eles aproveitaram uma jogada de bola parada e foram mais felizes. Mas acho que o empate seria mais justo', emendou.

Márcio Fernandes ainda demonstrou tranqüilidade ao ser indagado sobre sua seqüência à frente do Peixe. Dizendo-se despreocupado - mas transparecendo o contrário, Fernandes se definiu como “um funcionário do clube”.

'Eu sou funcionário do clube, e sinceramente não me preocupo com as fofocas. Já assumi o time em outras oportunidades, e dessa vez foi assim. Fui chamado e aceitei porque sou funcionário do Santos', afirmou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo