iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/08 - 20:12

Apático, Santos perde para Náutico e segue entre rebaixados
Equipes fazem uma partida desinteressante, mas a pressão dos donos da casa dá resultado no placar final

Gazeta Esportiva

 
RECIFE - Tudo prometia um jogo quente neste domingo, no Estádio dos Aflitos, entre Santos e Náutico: duas equipes que amargavam a zona de rebaixamento e demitiram treinadores recentemente, que se enfrentavam em uma partida de seis pontos. No entanto, as duas equipes fizeram um jogo morno, e o time da casa só conseguiu abrir o placar após muita pressão, vencendo – mas não convencendo – por 1 a 0. Assista ao gol da partida no player ao lado >>

Com a vitória, o Timbu pulou para a 15ª colocação, com 19 pontos, saindo da zona de rebaixamento. Já o Santos está na frente apenas do lanterna Ipatinga, na 19ª posição, com 17 pontos. Se tivesse conseguido os três pontos nesta noite, o Santos deixaria a zona de degola. Quem se complicou com a vitória do time pernambucano foi o Vasco – goleado por 5 a 0 pelo Vitória neste domingo, que entrou na lista dos quatro piores times do torneio.

O Peixe teve no seu banco de reservas o comando do técnico interino Márcio Fernandes, enquanto o Timbu teve a reestréia do técnico Roberto Fernandes, que se notabilizou no primeiro semestre por conseguir uma boa campanha com o time pernambucano, chegando a liderar a classificação do Brasileirão nas rodadas iniciais.

Nenhuma das duas ‘novidades’, no entanto, conseguiu mudar o ânimo dos jogadores, que deixaram o jogo morno em todos os seus 90 minutos, com pouquíssimas chances de gol.

No Náutico, Roberto Fernandes teve o reforço de cinco jogadores para o duelo contra os santistas: o volante Ticão, e o lateral-direito Ruy se recuperaram de lesões musculares, enquanto o lateral-esquerdo Piauí treinou uma semana em separado para adquirir melhor condicionamento físico, e também pode ser relacionado. A dupla titular da zaga, Everaldo e Negretti, cumpriu suspensão na derrota por 2 a 0 para o Atlético-PR na Arena da Baixada e retorna à equipe.

Podendo contar com força total, o Timbu começou melhor na partida, com maior ofensividade, sem, no entanto, ser feliz nas finalizações. O Santos ficou quase todo o primeiro tempo se um chute a gol, e quando chegou à meta de Eduardo, não levou perigo algum.

A chance mais clara de gol no primeiro tempo, no entanto, foi do Santos – mas não por méritos próprios, mas sim por uma falha do Timbu. O goleiro pernambucano Eduardo tinha uma bola fácil para agarrar no alto, mas acabou espalmando para trás e quase fez um gol contra. A bola ainda bateria na trave e iria para o escanteio.

Já na segunda etapa, a situação não se alterou, e o desnível entre os dois times aumentou. Enquanto o Náutico entrou ainda mais agressivo – apesar de continuar desorganizado, o Santos extrapolava na desatenção, e por pouco não tomou o gol nos minutos iniciais, quando Fabiano Gadelha e Rui assustaram por diversas vezes o goleiro Douglas, que substitui Fábio Costa.

O gol do Timbu só sairia aos 20 minutos da etapa complementar, quando o zagueiro Negretti aproveitou uma cobrança de escanteio, subiu mais alto que todo mundo e escorou para dentro do gol, garantindo a vitória do time pernambucano.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Náutico tentará se manter fora da zona de rebaixamento neste segundo turno com uma vitória diante do Goiás, no Serra Dourada, enquanto o Santos terá um difícil desafio contra o reabilitado Flamengo, na Vila Belmiro – onde, apesar de ser sua casa, vem de duas derrotas.

FICHA TÉCNICA (veja como foi lance a lance)
NÁUTICO 1 X 0 SANTOS

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: 10 de agosto de 2008, domingo
Horário: 18h10 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Antonio Silva Santos (RJ)
Assistentes: Marcos Aurélio Pessanha (RJ) e Ricardo Ferreira de Almeira (RJ)
Cartões amarelos: Eduardo, Negretti, Gilmar e Piauí (Náutico); Domingos, Marcelo, Dionísio, Adoniran e Carleto (Santos)

Gol: NÁUTICO: Negretti, aos 20 minutos do segundo tempo.

NÁUTICO: Eduardo; Vagner, Negretti e Everaldo; Ruy (Radamés), Ticão, Alceu (Willian), Fabiano Gadelha (Piauí), e Paulo Santos; Gimar e Felipe
Técnico: Roberto Fernandes

SANTOS: Douglas, Domingos, Marcelo e Fabiano Eller; Fabiano (Apodi), Dionísio, Adoniran, Michael, Thiago Carleto (Wesley); Kléber Pereira e Tiago Luis (Lima)
Técnico: Márcio Fernandes


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo