iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/08 - 01:57

Técnico culpa Léo Lima por saída imprevista de Leandro

Jogador se confundiu na substituição e levou o treinador à loucura no banco

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Apesar do triunfo por 3 a 0 sobre o Vitória ter garantido o Palmeiras na zona de classificação para a Libertadores, a noite não foi só de tranqüilidade no Palestra Itália. Aos 27 minutos do segundo tempo, quando já vencia por 2 a 0, Vanderlei Luxemburgo foi à loucura ao ver Leandro sair de campo para a entrada de Léo Lima.

Uma similaridade no elenco palmeirense resultou em uma alteração imprevista pelo técnico.

“Foi um equívoco do Léo Lima. O Evandro já tinha pedido para sair porque estava com cãibra, já que não joga há muito tempo. Evandro e Leandro são parecidos, mas o jogador tem que estar ligado. Eu nunca colocaria o Léo Lima no lugar do Leandro”, culpou o comandante.

Apesar de ter passado a alteração errada ao quarto árbitro, que levantou a placa com o número 6 para sair, o próprio volante estranhou a mudança. Mas acreditava que era uma das invenções táticas do chefe.

“O próprio Leandro na saída falou com o Léo Lima: 'sou eu mesmo?', e o Léo confirmou. Ele deveria ter percebido que não faria uma coisa dessas, mas depois justificou para o (preparador físico Antônio) Melo: 'o professor às vezes é maluco, vai que queria isso mesmo'”, revelou Luxemburgo, já sorrindo da situação.

O bom humor momentos depois da confusão, porém, contrasta com a reação do treinador ao perceber o erro. Quando viu o lateral-esquerdo passar ao seu lado em direção ao banco de reservas, tentou argumentar com o quarto árbitro e, ao confirmar que não teria jeito de desfazer o equívoco, jogou seu óculos no chão, xingou o banco de reservas e chamou Pierre para fazer o papel de Leandro e finalmente tirar Evandro.

“Depois que passo a instrução para o jogador, desligo. Estava virado já falando para a defesa sobre o que teria que mudar quando vi aquilo. O Pierre não estava lá para ser lateral”, frisou o comandante. “Ainda bem que conseguimos uma boa vitória no final disso tudo”, respirou aliviado.

Vitória também sofreu - Minutos antes do problema envolvendo os palmeirenses, Vágner Mancini também se irritou com uma alteração fora dos planos. Para jogar a equipe para o ataque, o técnico programou as entradas dos meias Marco Antônio e Leandro Domingues com as saídas dos volantes Vanderson e Renan. Este último, porém, ficou em campo porque também houve confusão nos nomes e o meia Ramon deixou o gramado.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo