iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/08 - 08:23

Sem comparação com 2007, Ceni exime defesa de culpa na derrota
"No ano passado foi excepcional, ninguém consegue levar tão poucos gols", comparou o goleiro

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A derrota por 3 a 1 para o Fluminense deixou o São Paulo mais longe do líder Grêmio no Brasileirão. No entanto, depois de ver Washington marcar três gols no Maracanã, o goleiro Rogério Ceni evitou críticas ao setor defensivo e avisou que não há como fazer comparação com a impressionante zaga que o Tricolor teve em 2007.

“No ano passado foi excepcional, ninguém consegue levar tão poucos gols. Nem o Grêmio, que tem a melhor defesa do campeonato, consegue tomar tão poucos gols como nós levamos no ano passado”, afirmou o goleiro.

No Brasileirão de 2007, o São Paulo levou apenas 19 gols no campeonato inteiro. Na atual edição do Nacional, que chega ao fim do primeiro turno neste fim de semana, o Grêmio foi vazado 12 vezes e ainda terá de disputar mais 20 partidas. O Tricolor paulista, por sua vez, levou 20 bolas nas redes até agora, mas Rogério prefere não criticar a zaga.

“Eu não analiso por setores, principalmente depois de derrotas. O time não jogou bem e o Fluminense foi superior durante a maior parte do jogo”, comentou.

O lateral-direito Éder e o meia Hugo, que tiveram participação em dois gols do adversário, se eximiram de culpa. O ala, que cometeu o pênalti sobre Romeu no lance que resultou no primeiro gol do Fluminense, discordou do critério do árbitro Leonardo Gaciba.

“Acho que não foi uma das minhas melhores atuações e ainda teve o lance do pênalti, apesar de eu achar que não foi. Eu entrei na frente dele (Romeu), mas o árbitro deu pênalti e sofremos o empate”, lamentou.

Já o meia Hugo, que marcou o único gol do Tricolor no jogo, perdeu a bola na origem do lance do segundo tento do Fluminense no Maracanã. “Eu perdi a bola, mas não me considero culpado, mesmo porque ajudei o São Paulo a conseguir 15 pontos nos outros seis gols que marquei neste campeonato”, afirmou o atleta, que é o artilheiro da equipe no Brasileirão, com sete tentos.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo