iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/08 - 22:40

Gama bate Criciúma e respira

Os gols da vitória por 2 a 0 foram marcados por Lucas Silva e Bebeto

Gazeta Esportiva

BRASÍLIA - O Gama conseguiu um importante resultado na luta para se distanciar da zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira, pela 17ª rodada, o time brasiliense derrotou o Criciúma por 2 a 0 no estádio Mané Garrincha. Chegou aos 20 pontos, dois a menos que os catarinenses. Lucas Silva e Bebeto marcaram os gols do duelo.

A primeira oportunidade de gol foi do Criciúma, logo aos cinco minutos. Peter cruzou, e Jardel escorou para fora. Mas, depois disso, quem passou a mandar na partida foi o time de Brasília, que se postou no campo de ataque, aproveitando-se da postura defensiva dos catarinenses. As chances, então, começaram a aparecer para os anfitriões.

Aos 15, Lucas Silva cruzou, Dinei cabeceou e o goleiro Zé Carlos operou um verdadeiro milagre. Sete minutos depois, o camisa um do Tigre voltou a salvar sua equipe em um chute de Dinei, que recebeu passe de Edmar.

Nesse cenário, o gol do Gama seria questão de tempo. Saiu aos 31 minutos, quando Lucas Silva tentou cruzamento pela direita e o goleiro Zé Carlos falhou, deixando a bola entrar.

A segunda etapa mostrou as equipes com postura diferentes. O Gama mais recuado, e o Criciúma em busca do gol de empate, que quase aconteceu aos 15 minutos. Peter chutou cruzado, o goleiro Donizeti deixou passar e Zulu chegou atrasado na hora de concluir.

Porém, o time brasiliense não abdicou do contra-ataque e chegou ao segundo gol aos 26 minutos. Bebeto recebeu lançamento, ganhou a disputa de Leonardo e chutou no canto esquerdo do goleiro, que nada pôde fazer. Depois disso, o Gama conseguiu administrar o resultado até o apito final.

As duas equipes voltarão a campo na próxima terça-feira. O Gama receberá o Ceará, novamente em Brasília, às 19h30 (de Brasília). Um pouco mais tarde, às 21h45 (de Brasília), o Criciúma vai encarar o Santo André no ABC paulista.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo