iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/08 - 00:56

Vitória é último teste de invencibilidade do Palestra no turno
Dos 31 pontos conquistados pela equipe alviverde, 22 foram somados em oito jogos no seu estádio, o Palestra Itália

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O primeiro turno do Campeonato Brasileiro está perto do fim. A duas rodadas da conclusão da primeira metade, o Palmeiras já definiu como objetivo ficar na zona de classificação para a Libertadores. E, para isso, conta como trunfo sua principal arma até o momento: o Palestra Itália.

Dos 31 pontos conquistados pela equipe, 22 foram somados em oito jogos no seu estádio, o que torna os alviverdes melhores mandantes do torneio. A condição e a invencibilidade no ano sob sues domínios terão como último teste no turno uma equipe que sonha em recuperação: o Vitória, sedento por voltar ao G-4 surpreendendo os anfitriões às 20h30 desta quinta-feira.

Considerados grandes surpresas da competição, os baianos despertam cautela no Parque Antártica. Os comandados de Wanderley Luxemburgo estão animados pela seqüência invicta de quatro jogos, um deles com vitória sobre o Ipatinga que pôs fim a um jejum de triunfos fora de casa, e a presença no pelotão de frente do Nacional. O sentimento, porém, não pode ser confundido com empolgação nas palavras dos próprios jogadores.

“Tranqüilo nós não estamos. Nosso objetivo é terminar o turno entre os quatro, e isso passa por esse jogo”, pregou Elder Granja, reforçando a importância de mais um triunfo dentro de casa. “O Palmeiras tem que mandar na partida, somos fortes em nosso estádio. Temos que respeitar o Vitória, que é uma grande equipe e está mostrando isso. Mas precisamos somar esses três pontos que serão importantes na nossa caminhada”.

Para chegar à oitava vitória dentro de seus domínios, o Verdão mantém a base que não sabe o que é perder há quatro rodadas. Mesmo podendo contar novamente com Pierre, Léo Lima e Martinez, Luxemburgo manterá Sandro Silva e Jumar na dupla de volantes.

A única mudança na equipe será porque Kléber está suspenso por ter recebido o terceiro amarelo. Como Denílson, reserva imediato do atacante, cumpre punição do STJD, o técnico preferiu adiantar Valdívia para atuar ao lado de Alex Mineiro no ataque. Para preencher o espaço vago no meio, a novidade é Evandro, ex-meia do Goiás que atuará pela primeira vez como titular.

Com as alterações, Luxa espera ver um time com toque de bola, qualidade que acredita ser fundamental para bater o Vitória. “Eles são um time rápido no contragolpe, são muito velozes. E a melhor maneira de coibir um time assim é tirar espaços e atacar com a posse de bola. É importante atacar sem perder a bola e não dar o contragolpe que é a grande característica deles”, ensinou o comandante.

A rapidez dos rubro-negros, porém, está ameaçada pelos desfalques para jogar em São Paulo. Vágner Mancini mudará todos os setores em relação ao time que perdeu no domingo para o líder Grêmio no Olímpico. Os campeões baianos podem entrar em campo com até sete novidades.

A única faixa de campo com escalações certas é a defesa. Os zagueiros Anderson Martins, suspenso pelo terceiro amarelo, e Leonardo Silva, impedido de jogar por ter os direitos federativos presos ao Palmeiras, estão fora e serão substituídos por Wallace e Marcelo Batatais.

As maiores dúvidas estão no meio-campo e no ataque. O técnico pretende mandar a campo um trio ofensivo formado por Ramon Menezes, Marquinhos e Dinei. Mas apenas o primeiro tem o retorno confirmado. Marquinhos e Dinei ainda dependem da liberação do departamento médico e só saberão se jogam nos vestiários. Como compensação, Vanderson e Willians estão garantidos de volta ao setor.

Sejam quais forem os escolhidos por Mancini, a missão é recolocar o Rubro-negro de Salvador nos trilhos. Depois de atingir a vice-liderança há sete partidas, o clube, quem menos empatou na competição, tem alternado tropeços e triunfos. Com isso, começa a 17ª rodada fora do G-4 e precisa reagir para não terminar o primeiro turno distante da zona de classificação para a Libertadores.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X VITÓRIA

Local:
Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 7 de agosto de 2008, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (FIFA- RJ) e Marcelo Braz Mariano (RJ)

PALMEIRAS: Marcos; Elder Granja, Jéci, Gladstone e Leandro; Sandro Silva, Jumar, Diego Souza e Evandro; Valdívia e Alex Mineiro
Técnico: Wanderley Luxemburgo

VITÓRIA: Viáfara; Marco Aurélio, Wallace, Marcelo Batatais e Marcelo Cordeiro; Renan, Vanderson, Willians e Ramon Menezes; Marquinhos (Marco Antônio) e Dinei (Rodrigão)
Técnico: Vágner Mancini

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo