iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/08 - 18:02, atualizada às 19:37 07/08

Brasileirão já custou o emprego de 18 treinadores

Após 18 rodadas disputadas do Campeonato Brasileiro da Série A, média é de uma 'cabeça cortada' por rodada

Redação iG Esporte

SÃO PAULO – Antônio Lopes e Pintado perderam o emprego nesta quinta-feira. Não foi novidade. O ex-comandante do Vasco, último a colocar o pescoço na guilhotina, foi o 18º treinador a deixa um clube no Brasileirão em 18 rodadas. Nem é preciso fazer conta para sacar: um técnico perde o emprego a cada jornada.

Levanto em conta a nova moda entre os clubes, porém, a estatística pode mudar de repente. Isso se a diretoria do Náutico resolver voltar atrás. Além de demitir, as diretorias agora recontratam, para, depois, demitir novamente.

Cuca é um dos que renasceram. Primeiro, pediu para sair do Santos, e um dirigente chegou a confidenciar a jornalistas que ele estava fora. Depois, a cúpula santista corrigiu. Cuca estava de volta antes mesmo de sair.

Mas Cuca não sobreviveu muito. No segundo pedido de demissão, apresentado nesta quinta-feira, a diretoria aceitou. Percebeu que a campanha de 14 partidas, com três vitórias, quatro empates e sete derrotas, não era nada boa.

O mesmo treinador, no ano passado, tinha acertado a saída do Botafogo. Não ficou muito tempo desempregado, já que, uma semana depois, o mesmo Botafogo chamou Cuca de volta.

Situação semelhante viveu Antônio Lopes, cuja demissão foi anunciada na noite de quarta, após a derrota em casa para o Coritiba. Nesta quinta pela manhã, a primeira surpresa: a demissão não aconteceu. Mais tarde, porém, o Vasco refez o que parecia desfeito e colocou o treinador definitivamente na rua.

Dos clubes que figuram na parte de baixo da tabela do Brasileirão deste ano, apenas o Fluminense não trocou de treinador. Apesar de o próprio Renato Gaúcho ter revelado, nesta quinta, que chegou a pedir demissão.

Na outra ponta da tabela, os oito primeiros não trocaram de treinador. Pelo menos por enquanto, já que "trocar seis por meia dúzia" continua em moda no futebol brasileiro.

Veja lista dos treinadores "trocados" e a posição do clube na tabela:

Botafogo (Cuca e Geninho) – 9° colocado
Internacional (Abel Braga) – 10°
Atlético-MG (Geninho e Galo) – 11°
Figueirense (Galo e Guilherme Macuglia) – 12°
Goiás (Osvaldo Alvarez) – 13°
Atlético-PR (Ney Franco e Roberto Fernandes) – 14°
Vasco (Antônio Lopes) – 15°
Portuguesa (Vagner Benazzi) – 16°
Náutico (Roberto Fernandes, Leandro Machado e Pintado) – 17°
Santos (Leão e Cuca) – 18°
Ipatinga – (Giba) – 20°

Clubes que não trocaram de técnico:

Grêmio – 1° colocado
Cruzeiro – 2°
Palmeiras – 3°
São Paulo - 4º
Vitória – 5°
Coritiba – 6°
Flamengo – 7°
Sport – 8°
Fluminense – 19°

*Atualizada às 19h30


Leia mais sobre: Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Qual o próximo?
Geninho já comandou dois clubes neste Campeonato Brasileiro (Botafogo e Atlético-MG)

Topo