iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/08 - 00:44

Vila Belmiro recebe duelo de gigantes alvinegros ameaçados
A pressão é maior para cima do time praiano, que se encontra na 18ª posição

Gazeta Esportiva

SANTOS - O Santos recebe o Atlético-MG na noite desta quarta-feira, em partida que opõe duas tradicionais equipes ameaçadas pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro. A pressão é maior para cima do time praiano, que se encontra na 18ª posição.

Para o Galo, uma vitória fora de casa serviria para abrir uma boa vantagem da zona da degola e até almejar objetivos mais ambiciosos. Se o Brasileirão terminasse nesta rodada, o time mineiro se classificaria para a próxima Copa Sul-Americana.

O time da Vila Belmiro terá cinco baixas na equipe. Além do goleiro Fábio Costa, do meia-armador Robinho e do volante Adriano, que já estavam machucados, o técnico Cuca não poderá escalar o meia Molina, vetado devido a uma contratura na coxa, e o volante Dionízio, que recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota por 3 a 1 frente ao Coritiba. Por isso, o treinador novamente irá definir a escalação do Santos apenas momentos antes da partida.

Sem seus dois volantes titulares - Adriano, com lesão de menisco, e Dionízio, suspenso -, Cuca poderá montar o time no esquema 3-5-2, principalmente porque Fabiano Eller retorna de suspensão e deverá formar o trio na zaga com Domingos e Marcelo. Desta forma, o time atuaria com apenas um volante. Os reservas Adoniran e Hudson disputam a vaga.

Já com o veto do meia Molina, o comandante alvinegro poderá dar nova oportunidade ao jovem meia Paulo Henrique, 18 anos, que havia sido rebaixado ao sub-20, mas acabou reintegrado nesta segunda-feira ao grupo profissional. O jovem treinou por duas semanas no time principal com Cuca, mas retornou à base para melhorar seu desempenho e adquirir ritmo de jogo. Outra opção para substituir o colombiano é a entrada do meia-atacante Wesley.

“Vou esperar até amanhã [quarta-feira] para definir o time. Podemos trabalhar com Adoniran ou com Hudson. E não se surpreendam se o Paulo Henrique jogar”, avisou Cuca.

Desfalques à parte, o Santos sabe que não pode se dar ao luxo de perder pontos em casa para um time que também está mal na classificação. “Nosso planejamento é terminar o turno fora da zona do rebaixamento, e ainda faltam dois jogos. Contra o Atlético MG, será um jogo de seis pontos. Se perdermos, eles se distanciam. Temos a obrigação de fazer um bom jogo. Depois, ainda tem o Náutico”, explanou Cuca.

Para o Atlético-MG, a partida é igualmente importante. Será a última do time como visitante no primeiro turno. Sem contar o clássico contra o Cruzeiro, que teve mando do rival, mas foi no Mineirão, foram três empates e cinco derrotas nessa condição, três delas por goleada. As lembranças em relação à Vila Belmiro são ainda mais alarmantes. O Galo só venceu o Peixe em seu caldeirão uma vez, há 60 anos, em amistoso.

Apesar desses números, o Alvinegro de Minas Gerais acredita que o momento inverso pode prevalecer. Assim, a crise santista significaria uma vantagem para o time visitante. “A gente precisa tirar proveito desta situação. Dentro da Vila, a equipe do Santos não tem conseguido ganhar seus jogos. Então, temos que jogar com inteligência, bolar uma estratégia para neutralizar as peças importantes deles”, apontou o zagueiro Marcos.

O jogador, aliás, deve ser uma das novidades do Galo nesta partida. Assim como Vinícius, ele está de volta após cumprir suspensão, e os dois devem compor juntos a dupla de zaga. Em contrapartida, Marcelo Oliveira não poderá escalar Calisto, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e provavelmente vai optar por César Prates.

Capitão da equipe, o defensor não se mostra muito otimista em relação ao que o Galo pode conquistar no campeonato, que já está quase na metade. “Precisamos ser bem sinceros e falar abertamente com o torcedor. O primeiro objetivo nessa virada de turno é tentar se distanciar da zona do rebaixamento. É importante voltar de Santos com o resultado positivo, para que a gente possa fechar a parceria entre torcida e jogadores”, confiou.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X ATLÉTICO-MG

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 6 de agosto de 2008, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)
Assistentes: Belmiro da Silva e Raimundo Carneiro de Oliveira (ambos da BA)

SANTOS: Douglas, Domingos, Marcelo e Fabiano Eller; Apodi, Adoniran (Hudson), Paulo Henrique (Wesley), Michael e Kleber; Maikon e Kléber Pereira
Técnico: Cuca

ATLÉTICO-MG: Édson; Mariano, Marcos, Vinícius e César Prates; Rafael Miranda, Serginho (Renan), Márcio Araújo e Petkovic; Marques e Jael
Técnico: Marcelo Oliveira


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo