iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/08 - 14:19, atualizada às 15:56 06/08

Torcida picha muros da Gávea e pede saída de Obina
Além do atacante os torcedores também cobraram a saída do vice-presidente de futebol, Kleber Leite

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Bastou assumir a titularidade da equipe com as saídas de Souza e Marcinho para o futebol do exterior para que Obina passasse de xodó a alvo da torcida do Flamengo. O jogador teve a saída do time cobrada nos muros da sede do clube na Gávea, que amanheceram pichados nesta quarta-feira.

Além do atacante, que não atravessa boa fase e vem escutando vaias nas últimas partidas, os torcedores também cobraram a saída do vice-presidente de futebol, Kleber Leite. Funcionários do clube rubro-negro se apressaram e apagaram a nova cobrança da torcida com tinta preta.

As pichações no muro da Gávea aparecem um dia depois da invasão de um grupo de torcedores ao treino da equipe. O protesto de terça-feira, que começou pacífico, quase terminou em tragédia depois de uma bomba caseira ser arremessada no gramado. Dininho e Obina foram atingidos por estilhaços do artefato.

Sem vencer há seis partidas, o Flamengo despencou da primeira para a sexta colocação do Campeonato Brasileiro e segue com 28 pontos, a sete do líder Grêmio. Na noite desta quarta-feira, a equipe tenta encerrar o jejum e amenizar a pressão com uma vitória sobre o Goiás, no Serra Dourada.


Leia mais sobre: Flamengo Obina

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo