iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/08 - 16:52

Pior defesa e ataque irregular são impecílio para reação da Lusa

Maior desafio a partir de duelo contra o Sport é derrubar a grande irregularidade que a equipe apresenta

Gazeta Esportiva

SÃO CAETANO - A Portuguesa entra em campo nesta quarta-feira tentando superar seus problemas diante do vitória e evitar que um princípio de crise volte a rondar o Canindé. O maior desafio é derrubar a grande irregularidade que a equipe apresenta no Brasileirão e, para isso, precisa melhorar a defesa.

Desde que assumiu o comando do time paulistano, há quatro rodadas, o técnico Valdir Espinosa tratou de deixar bem claro que quer a Portuguesa jogando para frente e até alterou o esquema tático, colocando três atacantes na frente. O maior problema da equipe, no entanto, é no setor defensivo.

Neste Brasileirão, o time rubro-verde tem a pior defesa, com 36 gols sofridos em 17 rodadas, com média de 2,1 tentos tomados por partida. O destempero da defesa parece ter se acentuado ainda mais com a chegada de Espinosa: nos últimos quatro jogos foram 12 gols sofridos, média de três por partida.

Só o veterano goleiro Sérgio, que, com a lesão de André Luis, assumiu a posição titular na vitória por 3 a 2 sobre o Náutico, foi buscar a bola no fundo das redes 16 vezes em 6 jogos, uma média de 2,6 por partida. Isso porque Sérgio ainda defendeu pênalti duas vezes no confronto com o Flamengo, evitando a derrota na ocasião.

E se o setor defensivo não vai bem, a situação do ataque não é tão melhor assim. Com três homens de frente e muitas chances perdidas, a equipe sofre com a irregularidade de seu principal jogador: o atacante Diogo.

Depois de se recuperar da lesão que o tirou do Paulistão inteiro, o atacante começou o brasileiro marcando gols nas três primeiras rodadas, dando indícios de que voltaria a ser a estrela da campanha de acesso à Série A.

Antes disso, no entanto, Diogo sofreu com contusões e suspensão por uma cotovelada em Keirrison, do Coritiba. Assediado pelo futebol grego, pediu dispensa da partida desta quarta-feira, alegando não ter condições psicológicas para jogar.

Ainda no ataque, Washington voltou ao Canindé com média de um tento por jogo com a camisa da Lusa, mas não conseguiu manter o aproveitamento e, depois de apenas dois gols no Brasileirão, não marca há nove jogos. O ex-gremista Jonas se torna as promessa: marcou três vezes desde que chegou ao Canindé, há cinco rodadas.

Desta forma, o artilheiro da equipe na temporada ainda é o atacante Christian, com sete gols. O jogador deixou a equipe há mais de um mês para atuar no Pachuca, do México. É para melhorar esses índices e evitar que a situação volte a se complicar no nacional que a Lusa tentará reverter as dificuldades da defesa e afinar o ataque para derrotar o Sport nesta quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro.


Leia mais sobre: Portuguesa Brasileirão

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo