iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/08 - 10:19

Vasco rescinde contrato de Luizão; Morais é absolvido

Zagueiro pediu para ter contrato quebrado e depois se arrependeu da decisão; diretoria mantém afastamento

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Luizão não é mais jogador do Vasco. O zagueiro, insatisfeito por ter ficado de fora até do banco de reservas da partida contra o Atlético-MG, na última quinta-feira, depois de ter sido titular por cinco rodadas seguidas, pediu a rescisão do seu contrato ao presidente Roberto Dinamite e ao técnico Antônio Lopes e foi atendido.

“O rompimento de contrato foi amigável. A iniciativa partiu do Luizão e nós acatamos", explicou Carlos Alberto Lancetta, gerente de futebol do clube cruzmaltino. Porém, durante a reunião em que acertou a sua liberação, ocorrida nesta segunda-feira, o jogador recuou de sua decisão e se mostrou arrependido, sem, no entanto, convencer a diretoria a não afastá-lo.

Luizão, que não participou dos treinamentos na última sexta-feira, no sábado e nesta segunda, começa a trabalhar em separado do restante do elenco cruzmaltino a partir desta terça até encontrar uma nova equipe. Contratado em agosto de 2007, o defensor disputou 30 partidas no Vasco, marcando dois gols.

Com a saída de Luizão, Lopes tem à disposição os zagueiros Jorge Luiz, Eduardo Luiz, Vílson, Victor e Anderson no elenco. O último, contratado do Itumbiara, em abril, deve substituir Eduardo Luiz, suspenso, na partida da próxima quarta-feira, contra o Coritiba, em São Januário.

Quem se livrou de se tornar desfalque contra o Coxa foi o meia Morais, julgado na noite desta segunda-feira pela expulsão no clássico contra o Flu. Condenado a apenas um jogo de gancho, ele pode encarar os paranaenses por já ter cumprido a suspensão automática.


Leia mais sobre: Vasco

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm/Divulgação

Fora do Vasco
Zagueiro pede para ter contrato quebrado no meio de turbulência do Vasco

Topo