iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/08 - 19:35

Terminar o turno no G-4 virou a meta palmeirense

Com poucas chances de ser 'campeão' da primeira metade do torneio, time pelo menos almeja estar entre os 4

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Os cinco Campeonatos Brasileiros disputados no sistema de pontos corridos mostram que quem terminou o primeiro turno na liderança ficou com a taça no final da competição. A coincidência que marcou as conquistas de Cruzeiro, Santos, Corinthians e São Paulo, no entanto, não traz nenhum temor ao Palmeiras.

Em terceiro lugar com apenas duas rodadas restantes para a conclusão da primeira metade do torneio, os campeões paulistas estão a quatro pontos do líder Grêmio. Se os gaúchos vencerem o lanterna Ipatinga nesta quarta-feira, em Porto Alegre, o simbólico título não poderá ser dos comandados de Vanderlei Luxemburgo.

Diante deste panorama, a meta alviverde passou a ser ficar na zona de classificação da Libertadores. Sem perder a ponta de vista. “Nosso objetivo é terminar o primeiro turno colado no líder, que hoje é o Grêmio. Para atingirmos isso temos passar pelo Vitória, não podemos deixar o Grêmio e o Cruzeiro distanciarem”, analisou Elder Granja, já projetando o confronto com os baianos, desta quinta-feira, no Parque Antártica.

A fixação por um posto no G-4, porém, não significa que o Verdão já se conforma em não conquistar o pentacampeonato nacional nesta temporada. “O objetivo é o título. Claro que pensamos na Libertadores, também é um objetivo, mas desde o começo o nosso foco é o titulo e trabalhamos forte pensando nisso”, garantiu Granja.

Feliz com a chegada ao terceiro lugar, melhor colocação palmeirense neste Brasileiro, o lateral-direito reforça que a acomodação pelo lugar ocupado na tabela e a seqüência invicta de quatro jogos está proibida.

“Não estamos tranqüilos, mas mais confiante. Estar entre os quatro é um objetivo alcançado. Manter é o mais difícil. Já vamos ter um confronto direto contra o Vitória, depois vem Botafogo, Coritiba, Inter”, analisou.

Com tamanha confiança, não sobra espaço para uma torcida contra o Grêmio, na quarta-feira, para manter o sonho de ficar na liderança no primeiro turno? “O objetivo é vencer o Vitória, independente se terminar o turno na liderança ou não. É vencer e depois esperar o que vai acontecer”, concluiu o camisa 2.


Leia mais sobre: Palmeiras Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo