iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/08 - 15:06

Luizão não atribui saída à pressão da torcida vascaína

Jogador já está procurando outro clube; zagueiro desmentiu que saída esteja ligada aos protestos da torcida

Gazeta Esportiva

Luizão não faz mais parte do grupo do técnico Antonio Lopes. O jogador, que ficou de fora até do banco de reservas na partida contra o Atlético-MG, na última quinta, negou que tenha saído do time cruzmaltino por temer a cobrança dos torcedores.

”Já não estou mais fazendo parte oficialmente do grupo. Já entrei em contato com meu empresário para procurar outro clube. O Vasco já não faz mais parte da minha realidade. Estou aqui agora apenas para manter a minha forma. Tomei a decisão e não volto atrás. Vai ser melhor para mim e melhor para o clube”, afirmou Luizão, em entrevista à Rádio Brasil.

O zagueiro desmentiu que tenha sofrido pressão dos torcedores na última semana e, por isso, tenha decidido deixar o Vasco. “Eu não participei, pois quando houve o protesto eu estava no vestiário. Quando saí do vestiário já não tinha mais nenhum torcedor. Fui para a concentração depois e não tive nenhum contato direto. Mas não concordo com o torcedor ir protestar no treino”, ressaltou.

Mudanças: Há pouco mais de um mês comandando o Vasco, a atual diretoria segue no seu trabalho de reformulação de seu quadro funcional. Nesta semana, mais sete profissionais foram desligados do clube. Na área médica Raphael Blum e Alexander Montenegro saíram, enquanto Clóvis Munhoz volta para chefiar o departamento que terá ainda Alexandre Campelo, Fernando Mattar e Paulo Cesar Andrade.

O técnico do juvenil, Rodney Gonçalves, e o preparador de goleiros desta categoria, Édson Pelé, também foram demitidos, assim como o supervisor Nilson Gonçalves. Completando o quadro dos que deixam o Vasco está o até então diretor de marketing, Marcos Duarte, além do auxiliar administrativo Aremithas Lima, este acusado de ter sido usado como 'laranja' na administração de Eurico Miranda.


Leia mais sobre: Vasco

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo