iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/08 - 14:24

Botafogo comemora sucesso da defesa no Brasileirão

Setor defensivo completou 362 minutos sem sofrer gols; zaga é a sexta menos vazada do Brasileirão

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Apesar de estar na oitava colocação do Campeonato Brasileiro com 25 pontos, o Botafogo vem conseguindo chamar a atenção nos últimos jogos. Desde que o técnico Ney Franco assumiu o comando do time, o Glorioso vem obtendo bons resultados – tanto que venceu seus dois últimos compromissos, sendo o mais recente um sonoro triunfo por 3 a 0 diante do Atlético-PR em plena Arena da Baixada, em Curitiba.

E boa parte deste sucesso pode ser creditado ao setor defensivo, que completou a marcar de 362 minutos sem sofrer gols. Esse é o maior período de invencibilidade de uma defesa na atual edição do Brasileirão, e o desempenho já faz do setor botafoguense o sexto menos vazado da competição, com 18 gols sofridos. O Grêmio foi o time que menos levou gols (12 no total), seguido de Cruzeiro, São Paulo, Flamengo e Internacional (17 cada um).

E olha que as peças do Bota sequer têm sido as mesmas em todos esses jogos. Só contra o Furacão, Ney Franco não pôde escalar o goleiro Castillo e o lateral-direito Alessandro, lesionados. Renan entrou no gol e Thiaguinho na lateral direita, mostrando a mesma eficiência dos titulares. “Isso mostra que o Botafogo está bem servido nas mais variadas posições e que não temos apenas um time com 11 titulares, mas sim, um grupo”, afirmou Renan.

Ney Franco é outro que não esconde a satisfação pelo bom desempenho do setor defensivo, que recebia muitas críticas quando Cuca era o comandante. O treinador botafoguense acredita que a solidariedade dentro de campo tem sido fundamental para os últimos resultados.

“Estamos conseguindo fechar os espaços dos nossos adversários, porque o que estamos planejando em termos táticos está dando certo, é lógico. Mas também é evidente que existe uma grande solidariedade dentro de campo entre os jogadores, que se desdobram para evitar que o adversário jogue. O preparo físico também tem colaborado bastante, pois permite essa entrega”, disse Ney Franco.

Quem também tem colaborado muito para o sucesso do setor defensivo tem sido o zagueiro Renato Silva. Muito criticado no ano passado, quando esteve ameaçado de deixar o clube, o jogador deu a volta por cima e atuou em todas as partidas de 2008.

“Fico satisfeito por estar conseguindo corresponder à confiança que o Botafogo depositou em mim quando me contratou e me manteve no elenco. Meu pensamento quando entro em campo é sempre o de fazer o melhor e ajudar o time a conquistar vitórias”, afirmou o defensor.

Renato Silva, porém, não deverá participar da partida contra o Figueirense, marcada para esta quinta-feira, às 20h30 (horário de Brasília), no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 18ª rodada do Brasileirão. O jogador sofreu um estiramento muscular na coxa direita na vitória contra o Atlético-PR e ficou fazendo tratamento para tentar pegar o Palmeiras no próximo domingo, no Rio de Janeiro. Édson substitui.


Leia mais sobre: Botafogo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo