iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/08 - 23:49

Avaí vence, afunda Brasiliense e assume vice-liderança
Com a vitória, os catarinenses assumiram a vice-liderança da competição, com 30 pontos; Jacaré é vice-lanterna

Gazeta Esportiva

TAGUATINGA - O Avaí visitou o Brasiliense na Boca do Jacaré, em Taguatinga, na noite desta terça-feira, e venceu os donos da casa por 1 a 0, em partida válida pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com a vitória, os catarinenses assumiram a vice-liderança da competição, com 30 pontos. Já o Jacaré, com a derrota, segue na vice-lanterna, com 12 pontos.

A partida em Brasília começou morna, com ambas as equipes errando muitos passes, deixando o jogo tecnicamente fraco. Este quadro só foi alterado à partir dos 18 minutos de jogo, com Alex Dias, para o Brasiliense. O atacante tocou para Dimba, que chutou mal e perdeu o gol.

A resposta do Avaí veio logo depois, aos 22 minutos. Marquinhos avançou bem pela direita, chegou à linha de fundo, cruzou para Odair, que não alcançou a bola. O jogo teve uma ligeira melhora na Boca do Jacaré.

E a melhora na qualidade da partida foi mesmo apenas ligeira. Nos minutos seguintes, as equipes voltaram a errar passes e o jogo ficou preso na intermediária. O Brasiliense chegava mais ao gol de Eduardo Martini, mas as ofensivas eram pouco criativas e o time comandado por Reinaldo Gueldini só conseguia atacar com chuveirinhos de Patrick.

Quando o primeiro tempo parecia caminhar para um insosso 0 a 0, Rafael Costa conseguiu abrir o placar para os visitantes, aos 41 minutos. Após cruzamento da esquerda, a bola sobrou na entrada da área para Marquinhos, que chutou e, no meio do caminho, o atacante desviou a bola para o fundo das redes.

De volta à segunda etapa, com apenas um minuto de jogo, Jef Silva, que entrou no lugar de Zé Rodolpho, fez voa jogada e conseguiu cruzamento para Rafael Costa, que, sozinho, furou e perdeu a chance de marcar o seu segundo na partida.

O Jacaré reagiu rapidamente, aos seis minutos do segundo tempo. Em cobrança de escanteio, Fábio Braz subiu sozinho e cabeceou para belíssima defesa de Eduardo Martini, que espalmou para novo tiro de canto.

Nos momentos seguintes, as equipes, sobretudo o Brasiliense, até criaram oportunidades de gol, se movimentando no ataque, no entanto, falhavam demais na conclusão das jogadas. O time da casa pressionava, mas Eduardo Martini era eficiente na defesa.

Aos 30 minutos da etapa complementar, no entanto, quem chegou com perigo foi novamente o Avaí, com Odair, que recebeu bom passe de Marquinhos, driblou Edu Silva e chutou para defesa firme do goleiro Guto.

A situação dos catarinenses ficou complicada nos minutos finais da partida. Marcus Winicius cometeu falta dura em Fábio Baiano, levou o segundo amarelo e acabou expulso da partida. Cinco minutos depois, Jobson, do Brasiliense, entrou duro em Marquinhos e também recebeu o vermelho, deixando as equipes em igualdade numérica novamente.

Depois disso, o time de Florianópolis apenas esperou o apito final, que garantiu os três pontos ao Avaí, e o colocou na segunda posição da Série B, cinco pontos atrás do líder Corinthians.

Na próxima rodada, na sexta-feira, às 20h30, o Brasiliense visita o Juventude, em Caxias do Sul, no Estádio Alfredo Jaconi. O Avaí joga contra o Bragantino um dia depois, às 16h, em Florianópolis, no Estádio da Ressacada.

FICHA TÉCNICA
BRASILIENSE/DF 0 x 1 AVAÍ/SC

Data: 5 de agosto de 2008, terça-feira
Local: Estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga (DF)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Rogério Rocha (SE)
Assistentes: Fabrício Vilarinho e Marco Antonio (GO)
Cartões amarelos: Iranildo (Brasiliense). Marcus Winícius e Odair (Avaí)
Cartão vermelho: Marcus Winícius (Avaí) e Jobson (Brasiliense)

Gol:
AVAÍ: Rafael Costa, aos 41 minutos do primeiro tempo.

BRASILIENSE: Guto; Patrick, Fábio Braz, Junior Baiano e Edu Silva; Coquinho (Fábio Baiano), Bidu, Juninho e Iranildo; Alex Dias (Kaike) e Dimba (Jóbson).
Técnico: Reinaldo Gueldini

AVAÍ: Eduardo Martini; Ferdinando, Emerson, Ozéia e Zé Rodolpho (Jef Silva); Marcus Vinícius, Batista, Marquinhos e Válber (Juliano); Odair e Rafael Costa (Hegon).
Técnico: Paulo Silas


Leia mais sobre: Avaí Brasiliense Série B

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo