iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/08 - 19:42

Santos tem três desfalques para enfrentar o Galo na Vila
Goleiro Fábio Costa e volante Adriano, que poderiam retornar ao time, estão vetados; meia Molina é dúvida

Gazeta Esportiva

SANTOS - Um dia após a derrota em casa para o Coritiba, por 1 a 0, o técnico Cuca recebeu três péssimas notícias do departamento médico do Santos. O goleiro Fábio Costa e o volante Adriano, que poderiam retornar ao time, estão vetados para a partida contra o Atlético-MG, quarta-feira, na Vila Belmiro. Já o meia Molina, que saiu de campo chorando e com dores no músculo posterior da coxa direita, é dúvida.

De acordo com o médico Carlos Braga, apesar de Molina sentir muitas dores, a lesão não é grave. O jogador já iniciou tratamento intensivo nesta segunda-feira, por isso ficará de fora dos treinamentos até o jogo.

"Fizemos um exame e nada foi constatado na ultrassonografia. Existe a possibilidade de aproveitamento para quarta-feira. Ele ficará de repouso absoluto até lá", afirmou.

Já o goleiro Fábio Costa voltaria aos treinos hoje no CT Rei Pelé, mas teve seu retorno aos gramados adiado. O médico santista explicou que o goleiro será preservado para não sofrer um agravamento na lesão, que poderia o deixar afastado por mais 60 dias.

“O Fábio não volta ainda. Ele será poupado e já conversei com o Cuca sobre isso. O exame de ultrassonografia até mostra uma recuperação boa e cicatrização, mas não em condições de voltar, porque ainda tem um edema que, em caso de um esforço maior, pode ter um prejuízo. Vamos aguardar o segundo turno para ele voltar aos treinamentos”, explicou.

O volante Adriano, por sua vez, sofreu uma leve lesão no joelho há quase um mês, e ficou com inchaço no local afetado. Após vários tratamentos intensivos, o jogador foi liberado para jogar. No entanto, na última vez que Adriano esteve em campo, contra o Internacional, em Porto Alegre, o jogador sofreu nova pancada no joelho e comprometeu o menisco. Com isso, o atleta corre o risco de ser submetido a uma cirurgia.

O médico estabeleceu mais duas semanas de fisioterapia, mas se Adriano não se recuperar neste período, terá de passar por uma artroscopia. “Se o Adriano não apresentar uma melhora absoluta precisará fazer uma artroscopia. Ele está em tratamento intensivo, mas acreditamos numa melhora”, concluiu.

Leia mais sobre: Santos Atlético-MG

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo