iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/08 - 08:37

Luxa rebate Caio Júnior: “Carinho só para as minhas netas”

Técnico palmeirense respondeu aos comentários do atual treinador do Flamengo

Gazeta Esportiva

IPATINGA - Com dois gols contra o Ipatinga e um abraço em Vanderlei Luxemburgo, Valdívia selou a paz com o técnico. Aproveitando o momento de tranqüilidade, o comandante do Alviverde resolveu dar uma lição ao flamenguista Caio Júnior, que havia sugerido, no meio da semana passada, uma abordagem mais carinhosa da comissão técnica palmeirense com o jogador chileno.

“O Caio falou que o Valdívia precisa de carinho. Nós aqui no Palmeiras sempre tratamos o Valdívia de maneira profissional. Carinho eu dou para as minhas netas, as minhas filhas e até para jogador, desde que estivermos em um churrasco, num pagode. Fora isso, é relação profissional, de comandante para comandado”, definiu Luxemburgo à TV Bandeirantes.

Milton Trajano
Milton Trajano
Valdívia e Luxa selam a paz no Palmeiras. Mas sem muitos carinhos


Na última quarta-feira, durante o confronto entre Palmeiras e Flamengo, Valdívia, ao ser substituído, optou por seguir para o vestiário em vez de ficar no banco de reservas. Depois do ato de indisciplina, o jogador ainda foi visitar Caio, seu comandante no Palestra Itália em 2007. Foi quando o hoje técnico rubro-negro diagnosticou que o camisa 10 não estava feliz.

No dia seguinte aos acontecimentos, Valdívia agradeceu ao ex-técnico, mas admitiu seu erro e pediu desculpas a Vanderlei Luxemburgo publicamente. Mostrando arrependimento até diante das câmeras de TV, o meia nem precisou ouvir que “estava perdoado” da boca de seu chefe.

“Foi um equívoco profissional do Valdívia e eu fiz uma crítica profissional. Ele deu a justificativa dele e eu também. Não tive conversa particular, meu papo com o Valdívia foi na preleção, normalmente com o resto do grupo. Tudo profissional, sem procurar vilões”, comentou Luxemburgo.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo