iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/08 - 05:30

Afastado do time, Roberto Brum nega briga com o técnico Cuca

Volante chegou ao clube paulista, pouco atuou e agora está já envolvido em boatos sobre transferências

Gazeta Esportiva

SANTOS - Afastado do time devido a uma lesão na panturrilha, o volante Roberto Brum desmentiu estar envolvido em qualquer briga com o técnico Cuca. Conhecido por incentivar os seus companheiros de clube através de versículos bíblicos, o jogador se considera importante para o grupo santista.

“O verdadeiro amigo nasce no dia da tristeza. No dia da alegria você não faz amigo. O amigo se faz na derrota ou quando se perde de três como o Santos perdeu para o Figueirense, por exemplo. Após o jogo, eu vi o Kleber muito triste e Deus colocou algo no meu coração, então, eu passei um versículo da bíblia para ele. Essa é a minha característica dentro e fora do campo, eu quero ser útil para o grupo”, declarou Brum.

Brum, que está fora do time desde a 11ª rodada da competição, quando o Santos empatou com o Botafogo (2 a 2) na Vila Belmiro, aproveitou para explicar o motivo de sua ausência nos treinos, e, por conseqüência nos jogos do Peixe no Brasileirão.

“Eu recebi uma pancada durante um treino e criou um hematoma na minha panturrilha. Fui vetado, mas fiz um tratamento intensivo de fisioterapia e provavelmente nesta segunda-feira estarei apto para os treinamentos”, explicou Brum.

Depois dos rumores de um possível desentendimento com Cuca, foi especulado que Brum seria desligado do Santos, principalmente após o jogador, misteriosamente, ser afastado da equipe.

“Não houve problema técnico ou disciplinar. Essa briga foi uma fábula, uma mentira, algo inventado, isso não ocorreu. Tenho muito carinho e respeito pelo professor, assim como por todos os funcionários que me receberam muito bem no Santos”, esclareceu o volante.

Além de Brum negar o problema com o treinador, ele fez questão ainda de afirmar que não há uma rescisão com o clube. Segundo o atleta, sua vontade é de permanecer no Santos até o final de seu contrato (agosto de 2011).

“Estou muito feliz por estar no Santos e na cidade que é maravilhosa. A minha vontade é de continuar e de ter a oportunidade de mostrar o meu futebol. Não quero deixar o clube. Estou machucado, mas quando estiver melhor ficarei à disposição do treinador para ser usado e ajudar o time em campo. Sei que isso não depende de mim, então vou esperar a minha oportunidade”, disse o jogador.

Brum ainda apontou o caminho para o Santos vencer as partidas, dentro e fora de casa, e sair de vez dessa situação incomoda na tabela. “Se tivermos medo, não poderemos derrotar os gigantes. A gente olha para a tabela hoje e quase todos estão na nossa frente. Então, o time precisa ser positivo, e ao entrar em campo e dizer: vamos derrotar cada gigante que encontrarmos pela frente”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo