iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/08 - 09:29

Atlético-MG tenta acabar com a crise diante do Sport
A terceira vitória consecutiva, diante do Ipatinga, deixou o Leão da Ilha na sétima posição com 24 pontos

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O Atlético-MG recebe o Sport neste domingo, às 18h10, em mais uma rodada do Campeonato Brasileiro. Para o time pernambucano, o momento é muito bom.

A terceira vitória consecutiva, diante do Ipatinga, deixou o Leão da Ilha na sétima posição com 24 pontos. Muito longe da degola e garantida na Libertadores, a equipe tem tranqüilidade para planejar a próxima temporada e pode até sonhar com o título.

Em contrapartida, tranqüilidade é a última coisa que o Atlético-MG tem às vésperas desta partida. Na última quinta, o time foi massacrado pelo Vasco, concorrente direto na luta contra as últimas posições. O placar de 6 a 1, mesmo com a partida sendo no Rio de Janeiro, causou a demissão do técnico Alexandre Gallo.

Para piorar a situação, a torcida não dá trégua ao time. Nas duas últimas partidas em casa, houve protestos do lado de fora do Mineirão e o público dentro do estádio ficou abaixo de 10 mil pagantes. Para este domingo, o quadro deve ser parecido, devido ao péssimo desempenho da última rodada.

Quem comanda a equipe contra o Sport é Marcelo Oliveira, que era auxiliar técnico. Velho conhecido da torcida, ele foi jogador do Galo nas décadas de 70 e 80 e trabalha há anos nas categorias de base. Até por isto, conhece bem a equipe. Aliás, esta não será sua primeira à frente do time na competição. Após a demissão de Geninho, em maio, o ex-ponta-esquerda estava na beira do gramado do Serra Dourada no empate por 1 a 1, na segunda rodada.

Curiosamente, cinco dos titulares que iniciaram aquela partida já não estão mais vinculados ao Galo. Sendo assim, é muito difícil prever com exatidão a formação da equipe. De toda forma, a saída de Alexandre Gallo pode significar o retorno, ainda que gradual, de jogadores que vinham sem espaço, como o goleiro Juninho e o zagueiro Leandro Almeida.

No Sport, a crise atleticana é vista com preocupação. “A gente tem que jogar como se estivesse enfrentando o líder Grêmio. A gente sabe que vai existir muita pressão, mas a gente tem que usar essa situação a nosso favor”, prega o atacante Carlinhos Bala.

Já o técnico Nelsinho Baptista não vê vantagem na troca de comando do adversário e acredita que a equipe armada pelo técnico interino será semelhante à anterior. “Mudou a direção, mas o grupo não muda. Nós temos algumas informações e espero que elas sejam muito úteis pra gente”, revela.

Quanto às notícias que vêm de Recife, Nelsinho pode comemorar. O time viaja reforçado para Belo Horizonte. O zagueiro Durval, o lateral Dutra e o atacante Roger voltam ao time após cumprir suspensão. O volante Sandro Goiano, que estava contundido, pode se recuperar a tempo e briga pela vaga com Moacir. Em contrapartida, o zagueiro Igor, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e o meia Fumagalli, contundido, são desfalques certos.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X SPORT


Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 3 de agosto de 2008
Horário: 18h10 (em Brasília)
Árbitro: Djalma José Beltrami (Fifa-RJ)
Assistentes: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Marrubson Melo Freitas (DF)

ATLÉTICO-MG: Édson; Mariano, Nen, Leandro Almeida e César Prates; Rafael Miranda, Márcio Araújo, Renan e Petkovic; Renan Oliveira (Raphael Aguiar) e Eduardo
Técnico: Marcelo Oliveira

SPORT: Magrão; Luisinho Netto; Gabriel, Durval e Dutra; Sandro Goiano (Moacir), Daniel Paulista, Júnior Maranhão e Luciano Henrique; Carlinhos Bala e Roger
Técnico: Nelsinho Baptista Nelsinho Baptista


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo