iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/08 - 14:52

Palmeiras saca calculadora e apela à fé para ultrapassar Grêmio
Com 28 pontos, o Verdão só não está na zona de classificação para a Libertadores por diferença no saldo de gols

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Assim como em toda a primeira fase do Campeonato Paulista, o Palmeiras ainda não sabe o que é ser líder do Brasileiro em 2008. Após 16 jogos, a equipe, que acabou campeã estadual, tem tido dificuldade até mesmo apara chegar entre os quatro primeiros – freqüentou o G-4 por apenas três rodadas.

O objetivo, porém, continua sendo o título. E para alcançá-lo vale apelar para a matemática e até para a fé.

Atualmente em quinto lugar, com 28 pontos, o Verdão só não está na zona de classificação para a Libertadores por diferença no saldo de gols – tem saldo positivo de oito gols, quatro abaixo do Flamengo, quarto colocado. Porém, como os cariocas enfrentam o Cruzeiro, vice-líder, e o Grêmio, dono da ponta, encara o Vitória, que ocupa a terceira posição, basta aos comandados de Luxemburgo baterem o lanterna Ipatinga no domingo para entrarem no pelotão de frente.

“Não podemos vacilar contra ninguém nesta altura do campeonato, seja o Ipatinga ou qualquer um. Se perdermos pontos agora, vai ficar difícil, porque o Grêmio já abriu quatro pontos. Temos que rezar por um tropeço do Grêmio para alcançarmos essa liderança”, prega Diego Souza.

“Outras equipes vão se enfrentar nesta rodada e temos que tirar proveito desses confrontos diretos. Jogar de igual para igual com o Ipatinga e vencer um jogo que vai ser muito difícil. O mais importante é ir bem em Ipatinga para outras equipes não chegarem. Pela distância que estamos do Grêmio, vemos o jogo como uma decisão”, continua o meia.

As palavras do camisa 7 reforçam o pensamento do elenco de que se classificar para a Libertadores não é o suficiente. “O Palmeiras não pensa em entrar no G-4, pensa na primeira colocação. E tem que pensar assim mesmo”, ensina Jéci, que repetiu seguidas vezes em sua apresentação no clube o desejo de ser campeão e segue tão confiante quanto Diego Souza na escalada rumo ao topo da tabela.

“O campeonato está muito nivelado, a diferença entre o primeiro e o sétimo colocado é muito pequena. O Palmeiras está focado sempre em que for o primeiro colocado. Nosso objetivo é alcançar o líder e depois ultrapassar”, complementa o meio-campista.

Entretanto, contas, fé e otimismo não são as únicas armas alviverde para chegar ao primeiro lugar. Com dedicação especial às atividades físicas desde o início do Brasileiro, os jogadores prevêem que estarem “inteiros” em meio à maratona atual da competição, com dois jogos por semana, fará grande diferença na briga pelo título.

“A competição está em uma fase difícil, começaram os jogos de quarta e domingo em julho e em agosto vai ser assim de novo. O desgaste é grande e vai se estender por mais um mês. Vai prevalecer a equipe que estiver mais preparada. E o Palmeiras está preparado”, garante Jéci, sem, entretanto, esquecer da calculadora para estimar um benefício imediato na tabela.

“O Palmeiras tem grupo e tem time para buscar três pontos fundamentais na casa do Ipatinga que podem nos deixar até em segundo lugar”, aponta o zagueiro, confiante em uma goleada por ao menos três gols de diferença do Palmeiras, um empate ou triunfo por um placar menor do Flamengo contra o Cruzeiro no Maracanã e em igualdade ou derrota do Vitória no Olímpico contra o Grêmio – esta é a combinação necessária para o Palmeiras terminar a 17ª rodada em segundo lugar.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo