iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/08 - 09:05

Blatter desmente ter dito que Cristiano Ronaldo é escravo do Manchester
A polêmica surgiu no mês passado, quando Blatter disse que o Manchester United devia "liberar" o jogador

EFE

HANÓI (Vietnã) - O presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), o suíço Joseph Blatter, desmentiu hoje que tenha afirmado que o Manchester United mantinha o atacante português Cristiano Ronaldo como um escravo, mas disse que no futebol atual existe uma escravidão moderna. Blatter afirmou isto em entrevista coletiva dada após a inauguração de um campo de futebol construído com recursos da Fifa.

Durante o encontro com os jornalistas, Blatter acrescentou que nunca disse que Cristiano Ronaldo era um escravo e explicou que o que existe é "uma moderna escravidão com jovens de 13, 14 e 15 anos, quando os mesmos são levados para grandes clubes".

A polêmica surgiu no mês passado, quando Blatter disse que o Manchester United devia "liberar" o jogador se este desejasse ir para o Real Madrid apesar de o contrato do português com a equipe inglesa ainda estar em vigência.

O dirigente afirmou que os dois clubes e o jogador devem encontrar uma solução na qual a Fifa não vai intervir, e declarou que a entidade não tem nada a dizer sobre o assunto.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo