iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/07 - 00:03

Santos vence o Internacional e escapa da zona do rebaixamento

Maikon Leite marcou o gol da vitória santista em bobeada da zaga do Inter, que não teve Nilmar e Alex

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - O Santos derrotou o Internacional por 1 a 0, no Beira Rio, e quebrou dois tabus em uma única noite. Além de conquistar sua primeira vitória fora de casa neste Campeonato Brasileiro, o Peixe ainda voltou a bater o time gaúcho no Sul do país, o que não acontecia há três anos – desde 2005. O atacante Maikon Leite marcou o gol da vitória santista.

Com o resultado, o Alvinegro subiu para a 16ª colocação, com 17 pontos ganhos, e saiu da zona do rebaixamento, onde estava desde as primeiras rodadas da competição. Já o Inter, que jogou sem suas principais estrelas: o meia Alex e o atacante Nilmar, segue com 22 pontos e, após o tropeço em casa, ficou mais distante do G-4, ao cair para a nona posição.

Na próxima rodada Inter visita o Fluminense no sábado, dia 2, e o Santos, por sua vez, recebe o Coritiba, na Vila Belmiro, no domingo.

O jogo – A partida começou morna, com as duas equipes sem a mínima ambição para buscar o setor ofensivo. Tanto o Santos, quanto o Inter, não tinham objetividade para realizar jogadas que representassem perigo aos goleiros Clemer e Douglas, que assistiam o jogo de camarote.

Com a ausência do futebol de Santos e Inter, a arbitragem acabou sendo o centro das atenções. Aos 25 minutos, os gaúchos reclamaram um pênalti claro do zagueiro santista Fabiano Eller, que segurou o atacante Walter dentro da área, mas o arbitro Djalma Beltrami nada marcou.

Aos 34 minutos, Molina fez um belo lançamento para o artilheiro Kléber Pereira que saiu na cara de Clemer, mas, antes do atacante concluir, a jogada foi impugnada com a marcação de um impedimento inexistente. Aos 38, em um lance parecido, Molina deu um longo passe para Maikon Leite, e o atacante só não abriu o placar devido à ação precipitada do auxiliar Wagner de Almeida Santos que levantou a bandeira novamente.

Em uma partida de causar sono, faltou emoção e sobrou incompetência dos jogadores. Assim, os goleiros terminaram a primeira etapa sem praticar defesas difíceis.

No segundo tempo, o técnico Cuca surpreendeu ao colocar o volante Adriano no lugar de Michael. O jogador entrou em campo mesmo sem estar em totais condições físicas.

Logo no primeiro minuto, o Internacional por pouco não abriu o marcador. O meia Taison arrancou, passou por Fabiano Eller e soltou a bomba da meia lua da grande área. A bola tinha endereço certo, se não fosse a excelente intervenção de Douglas, que espalmou para a linha de fundo.

O Santos respondeu com perigo logo depois. Kléber Pereira invadiu a área pela direita, Molina e Kleber livres para marcar pediram o passe, mas o artilheiro foi fominha e chutou na rede pelo lado de fora.

Com o placar igual, os treinadores mexeram em suas equipes. Cuca colocou o atacante Wesley na vaga do ala Quiñonez. Tite, por sua vez, tirou o atacante Guto para a entrada de Tales Cunha.

Aos 20 minutos, o Santos recebeu um presente da defesa colorada para inaugurar o placar. Depois de falha do zagueiro Danny Moraes, Maikon Leite roubou a bola e tocou na saída de Clemer para balançar as redes.

Precisando da vitória para fugir da zona do rebaixamento, o Santos recuou para o campo de defesa: Cuca convocou o volante Adoniran para substituir o meia Molina. Já Tite, trocou Walter por Adriano, mas o placar final foi mesmo favorável ao Peixe.

FICHA TÉCNICA: (veja como foi lance a lance
INTERNACIONAL 0 X 1 SANTOS

Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 30 de julho de 2008 (quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Djalma Beltrami (Fifa/RJ)
Assistentes: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)
Cartões amarelos: Danny Morais, Edinho (Inter); Dionísio, Quiñonez (Santos)

Gol: Maikon Leite, aos 20 minutos do segundo tempo.

INTERNACIONAL: Clemer; Ângelo, Índio, Danny Morais e Marcão (Ramon); Edinho, Guiñazu, Andrezinho e Taison; Guto (Adriano) e Walter (Talles Cunha).
Técnico: Tite

SANTOS: Douglas; Quiñonez (Wesley), Domingos, Fabiano Eler e Michael (Adriano); Marcelo, Dionísio, Kleber e Molina (Adoniran); Kléber Pereira e Maikon Leite.
Técnico: Cuca

Leia também:


Leia mais sobre: Santos Internacional Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo