iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/07 - 20:21

No Paraguai, Congresso aprova lei paro o jogador de futebol profissional
Após a sanção da lei, os cartolas paraguaios garantiram a continuação do Torneio Clausura, cuja segunda rodada será realizada neste fim de semana

Ansa

ASSUNÇÃO (Paraguai) - O Congresso paraguaio sancionou hoje a Lei do Jogador de Futebol Profissional, que foi motivo de discussão entre clubes e atletas e por pouco não interrompeu o campeonato nacional.

O projeto de lei apresentava um artigo no qual se previa que jogadores menores de 18 anos poderiam rescindir unilateralmente seus contratos pagando ao clube uma multa equivalente a 50 salários; os maiores de 18 poderiam fazer o mesmo, mas pagando o dobro.

Os clubes ameaçaram suspender o Torneio Clausura caso o projeto fosse aprovado. A lei foi sancionada, mas o artigo sobre rescisão de contratos sofreu alterações.

De acordo com o texto, os jogadores só poderão deixar suas equipes após o término do contrato ou em caso de acordo mútuo entre clube e atleta.

A norma também estabelece um prazo máximo de 5 anos para os contratos, que poderão ser estendidos somente por mais dois. Prevê ainda o "contrato de aprendizagem", direcionado para jogadores das categorias de base.

Segundo Carlos Sosa, dirigente do Cerro Porteño, o texto aprovado busca "proteger os clubes de empresários que tiram os atletas das categorias de base".


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo