iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/07 - 18:40

Leandro nega crise, mas admite: nem todos são amigos no Verdão

Conversa entre técnico e camisa 10 é o que basta para abafar o 'caso Valdívia', segundio lateral-esquerdo

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Após ver Valdívia ser substituído contra o Flamengo sem nem mesmo passar pelo banco de reservas, Vanderlei Luxemburgo pediu mais “companheirismo” ao chileno. E o elenco, como de praxe no futebol, não vive somente dias de alegria. Uma conversa entre técnico e camisa 10, porém, é o que basta para abafar o caso. Isso é o que aposta Leandro.

“Não tem crise nenhuma, nem um começo, pode ter certeza. O Vanderlei já passou por coisas piores e nem teve crise. Só precisa haver uma conversa para acertar tudo sem problemas para o Palmeiras. O Vanderlei vai aceitar as desculpas do Valdívia”, aconselhou o lateral-esquerdo, que conhece de perto o trabalho de Luxa desde os tempos de Vanderlei.

Garantindo que o ambiente nos vestiários é calmo, o camisa 6 assegura que o clima não será abalado com o desentendimento entre o principal jogador e o comandante. “Se eu disser que todo mundo é amigo no Palmeiras, vou estar mentindo. O grupo é alegre. Dentro de campo nós nos respeitamos e sabemos da nossa responsabilidade de buscar o título brasileiro”, garantiu.

Apesar dos “panos quentes”, Leandro, assim como todos no Verdão, não soube explicar porque Valdívia decidiu não se juntar aos suplentes. “Nunca fiz isso. Já fui puto para o banco sim. Mas não posso falar pelo Valdívia. Se eu for falar que foi uma atitude correta, vou estar errado. Mas cada jogador tem a sua cabeça e não sei o que passou na dele. No meu caso, se fosse com o Leandro, acho que poderia ser evitado”, analisou. “Mas no Palmeiras é sempre muita fumaça. Com o Valdívia então...”.

Seja qual tenha sido o raciocínio do Mago no momento em que causou o entrevero, o que o camisa 6 tem certeza é de que não estava na mente do 10 as sondagens do futebol europeu, como o provável fracasso da venda ao Hertha Berlim da Alemanha. A confiança do lateral está, novamente, em Vanderlei Luxemburgo.

“Há muito tempo não converso com o Valdívia, mas sei que ele está focado. Se ele não estivesse, o Vanderlei teria uma atitude diferente. É um técnico competente e sabe se um jogador está com a cabeça lá fora”, analisou.

“O Valdívia, é um craque, referência do Palmeiras, esteve muito bem ontem (quarta-feira). Propostas sempre vão ter, mas até agora não chegou nada para bater o martelo. Minha última conversa com o Valdívia foi exatamente sobre isso e ele estava bravo por falarem que ele está com a cabeça nas propostas”, continuou o apaziguador dono do lado esquerdo no Palestra Itália.

Leia mais sobre: Leandro Palmeiras

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo