iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/07 - 15:23

Toledo cala Rafinha e prega inocência do jogador
O treinador da equipe confirmou que a diretoria instituiu uma 'blindagem' no jogador para evitar maiores polêmicas

Gazeta Esportiva

TOLEDO - Depois de declarar ao jornalista Edílson José, da Rádio Guaçu , de Toledo (PR), que teria combinado de empatar o jogo do último domingo com os jogadores do Marcílio Dias (SC) para que ambos conseguissem a classificação para a segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro, o jogador Rafinha, do clube paranaense, não pode mais se comunicar com a imprensa.

Em entrevista por telefone para a Gazeta Esportiva.Net nesta quarta-feira, o treinador da equipe, Leandro Campos, confirmou que a diretoria instituiu uma 'blindagem' no jogador para evitar maiores polêmicas.

"Ele está treinando normalmente com o elenco e nós esperamos que não haja qualquer tipo de problema com punições ou suspensões, mas ficou acertado no clube, por ordem da diretoria, que o Rafinha não dará qualquer tipo de declaração até que tudo seja esclarecido", avisou Campos.

Para o treinador, Rafinha acabou pecando pela 'inocência' e se confundiu na hora em que concedeu a entrevista para o radialista. "Ele é muito garoto, inocente, e não tinha preparação para uma situação como aquela. O repórter forçou muito e ele não soube transformar o raciocínio em palavras. Acabou pagando por se precipitar e falar uma situação que não foi verdadeira", opinou o treinador.

Assim como fez o presidente do Marcílio Dias, Marlon Bendini, na última terça-feira, o treinador do Toledo também se apegou ao modo como o jogo correu para defender a autenticidade do empate sem gols que classificou ambos os times para a seqüência da competição.
"Foi um jogo pegado, corrido, cheio de cartões e bolas na trave. Basta assistir ao vídeo para constatar isso", avisou, com a mesma ressalva do cartola rival. "Nos últimos dez minutos eles não quiseram se expor, pois sabiam do resultado dos adversários, mas nada foi combinado prematuramente".

Leandro Campos não acredita que o Toledo corra o risco de ser punido pelo STJD e afirma que será uma injustiça qualquer punição que venha a ser dada ao seu jogador. "O Toledo está pagando muito caro por uma situação irreal, pois não era necessária tamanha dimensão ao que aconteceu. O atleta também será vítima de injustiça se for punido. Espero que nada aconteça", concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo